Masp passa a ser museu com maior número de Tarsilas

Museu da Av. Paulista é o que soma maior número de obras da modernista brasileira

'Tarsila Popular''Tarsila Popular' - Foto: Masp/Org

Depois da exposição "Tarsila Popular" bater recorde de público da história do Masp e desbancar Claude Monet, as mais famosas obras da artista tiveram de voltar para suas paredes de origem. Queridinha da exposição, por exemplo, a tela "Abaporu" (1928) pertence ao acervo do Malba, de Buenos Aires. Mas ainda assim, o museu da avenida Paulista é o que soma o maior número de obras da modernista brasileira, com cinco quadros.

Isso graças à mais recente novidade: a tela "Composição (Figura só)", que também esteve na exposição, e que agora foi concedida por três anos pelo colecionador Ronaldo Cezar Coelho. O quadro foi pintado em 1930, mesmo ano em que o marido e parceiro intelectual de Tarsila, Oswald de Andrade (1890-1954), a abandonou por Pagu, a escritora Patrícina Rehder Galvão (1910-1962).

Leia também:
Festivais de música: para todos os públicos, para todos os gostos
Grupo pernambucano leva moradores de rua ao teatro

Além de "Composição (Figura Só)", há "Trabalhadores" (1938), "Porto 1" (1953), "Autorretrato com Vestido Laranja" (1921) e "Estudo (Nu)", de 1922. As obras devem subir para o segundo andar, para serem expostas nos cavaletes de vidro, nos próximos meses.

Veja também

'Fazer o certo requer coragem', diz Dani Calabresa sobre acusações contra Marcius Melhem
Assédio

'Fazer o certo requer coragem', diz Dani Calabresa sobre acusações contra Marcius Melhem

Mais de 40 filmes de terror nacionais são exibidos em mostra online
Cinema

Mais de 40 filmes de terror nacionais são exibidos em mostra online