Mesmo com cerimônia mais ágil, audiência do Oscar despenca nos EUA

Quando chegarem os dados finais, essa poderá ter sido a edição menos assistida de todos os tempos

O mexicano Guillermo del Toro com os seus prêmios de melhor diretor e melhor filmeO mexicano Guillermo del Toro com os seus prêmios de melhor diretor e melhor filme - Foto: Angela Weiss/AFP

O espetáculo inteiro levou cerca de 3 horas e 40 minutos -um recorde de velocidade, se lembrarmos que já houve edições que ultrapassaram as quatro horas de duração.

Os troféus honorários e os que premiam inovações técnicas, que já vinham sendo entregues em cerimônias separadas, desta vez não mereceram sequer uma menção.
Para incentivar os discursos curtos, um jet ski de US$ 18 mil foi oferecido ao premiado que levasse menos tempo em seus agradecimentos (o brinde saiu para o figurinista Mark Bridges, de "Trama Fantasma").Também maneiraram nas montagens e na duração dos números musicais. Além disso, os nove títulos indicados a melhor filme não ganharam apresentações individuais.

Leia também: 
Oscar de Frances McDormand é furtado
Confira os trailers dos vencedores do Oscar
Oscar 2018: 'A Forma da Água' levou os prêmios de melhor filme e diretor; veja lista de vencedores


Nada disso adiantou. Segundo os números preliminares, a audiência da cerimônia de entrega do Oscar de 2018 nos Estados Unidos diminuiu 16% em relação ao ano passado. Já se comenta que, quando chegarem os dados finais, essa terá sido a festa menos assistida de todos os tempos.

Não é de hoje que a transmissão do Oscar está em crise. Depois do recorde positivo de 1998, quando "Titanic" levou 11 estatuetas, o público nos EUA vem caindo quase todo ano.

Isso é grave para a Academia de Hollywood, porque a venda dos direitos de exibição para a rede ABC é a sua principal fonte de renda. Com menos audiência, o preço das inserções comerciais também cai. E o valor da transmissão também pode despencar na próxima renovação de contrato. Cientes disso, os produtores da cerimônia já tentaram de tudo. A mudança mais radical foi a ampliação do número de indicados a melhor filme, que até 2009 eram apenas cinco. Hoje pode ser qualquer número entre cinco e dez, teoricamente para dar mais chance a filmes de grande bilheteria. Só que, desde então, nenhum "blockbuster" conseguiu a indicação. Os finalistas costumam ser filmes independentes, de baixo orçamento e, várias vezes, baixo apelo popular.

Além do mais, se a Academia esconder as categorias mais obscuras, como curtas-metragens e documentários, ela estará traindo seu propósito maior, que é promover a arte cinematográfica como um todo.

Veja também

Adele nega que esteja namorando rapper e indica que só volta em 2021
Cantora

Adele nega que esteja namorando rapper e indica que só volta em 2021

Tatá Werneck nega ter deixado de seguir a sogra após briga: 'Querem que minha relação acabe'
Celebridades

Tatá Werneck nega ter deixado de seguir a sogra após briga: 'Querem que minha relação acabe'