MinC reprova contas da Orquestra Sinfônica Brasileira e Flip na Rouanet

Ministério da Cultura solicitou a devolução de cerca de R$ 4,7 milhões referentes a 11 projetos que tiveram suas contas reprovadas

A Associação Casa Azul, que produz a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), a Orquestra Sinfônica Brasileira e os diretores teatrais Möeller e Botelho estão entre os que terão de devolver recursos captados via Lei Rouanet.

Ao todo, o Ministério da Cultura solicitou a devolução de cerca de R$ 4,7 milhões referentes a 11 projetos que tiveram suas contas reprovadas. A lista foi publicada nesta sexta (18), no Diário Oficial da União.

Todos os projetos têm um prazo de dez dias para recorrer da decisão. Caso a prestação de contas seja definitivamente reprovada, ficarão inabilitados a propor projetos culturais por três anos.

Da Casa Azul, solicita-se a devolução de R$ 55.375,53 relativos à organização da Flip 2013. Dos diretores Möeller e Botelho, à época associados à Aventura Entretenimento, questiona-se a turnê do espetáculo musical "Beatles num Céu de Diamantes" (da qual se exige a devolução de R$ 70.631,38).

Já da Orquestra Sinfônica Brasileira, são dois os projetos reprovados: o plano de atividades relativo ao período entre setembro de 2009 e agosto de 2010, e a temporada de 2012 -no total, o valor a ser devolvido por ambos é de R$ 2,3 milhões.

OUTRO LADO

A Associação Casa Azul, que realiza a Flip, enviou nota à imprensa, dizendo que "obedece estritamente às regras estabelecidas pelo Ministério da Cultura e recorrerá da decisão". "O valor corresponde a R$ 55.375,53, ou menos de 1,3% do orçamento aprovado para a realização da 11ª festa literária, em 2013. Os demais 98,7% ou R$ 4,25 milhões captados foram julgados regulares, sem ressalvas."

A reportagem entrou em contato com a Orquestra Sinfônica Brasileira e com a Aventura, mas não obteve resposta até o fim da tarde desta sexta.

Veja também

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco
Folha de Pernambuco

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco

'Fazer o certo requer coragem', diz Dani Calabresa sobre acusações contra Marcius Melhem
Assédio

'Fazer o certo requer coragem', diz Dani Calabresa sobre acusações contra Marcius Melhem