Morre, aos 94 anos, o escultor Corbiniano Lins

Artisita plástico pernambucano fez parte do movimento de Arte Moderna do Recife, na década de 1950, ao lado de nomes como Abelardo da Hora, Reynaldo Fonseca e Samico

CorbinianoCorbiniano - Foto: Reprodução/Corbiniano/YouTube

Faleceu na noite deste sábado (10), aos 94 anos, por insuficiência renal, o escultor pernambucano José Corbiniano Lins. O velório está sendo realizado no cemitério Parque das Flores, no bairro de Tejipió. O sepultamento ocorre no mesmo local, a partir das 16h.

O artista plástico estava internado há 30 dias no Hospital Albert Sabin, na Ilha do Leite. Na quinta-feira (8), ele sofreu uma parada cardíaca, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

“Ele já vinha sofrendo com alguns problemas relacionados à idade avançada, como uma deficiência renal séria”, explica o produtor cultural e músico, Sandro Rodrigues, neto do escultor, que deixa 8 filhos, 8 netos e 10 bisnetos.

Corbiniano fez parte do movimento de Arte Moderna do Recife, na década de 1950, ao lado de nomes como Abelardo da Hora, Reynaldo Fonseca e Samico. “Junto com o coletivo de artistas que ele integrou, meu avô tem uma função muito importante para as artes plásticas em Pernambuco. Com certeza, é um dos artistas com mais obras espalhadas pelo Recife, além de ser responsável por importantes monumentos em outras cidades, com a escultura de Iracema, em Fortaleza”, afirma o neto.

Leia também
Vida e obra de Saramago são retratadas em exposição
Brasil e Argentina farão intercâmbio de artistas circenses e de outras áreas

Confira o trailer do documentário Corbiniano (direção: Cezar Maia)

Veja também

Atriz do filme 'Rebecca', da Netflix, teve ataques de pânico após fim das gravações
Streaming

Atriz do filme 'Rebecca', da Netflix, teve ataques de pânico após fim das gravações

De look novo, Andressa Urach adota postura liberal e critica evangélicos
Celebridades

De look novo, Andressa Urach adota postura liberal e critica evangélicos