Literatura de luto

Morre, aos 95 anos, o poeta amazonense Thiago de Mello

Autor foi o homenageado da 34ª Bienal de São Paulo, em setembro do ano passado

Thiago de Mello, escritor Thiago de Mello, escritor  - Foto: Reprodução/Instagram

Morreu nesta sexta-feira (14), aos 95 anos, o poeta amazonense Thiago de Mello. O escritor faleceu em casa, em Manaus. A causa da morte ainda não foi revelada. 

Nascido em Barreirinha, no interior do Amazonas, Thiago de Mello teve suas obras traduzidas para mais de 30 idiomas. Reconhecido internacionalmente, seu poema mais famoso é “Os Estatutos do Homem”, em que exalta os valores simples da natureza humana.

Preso durante a ditadura brasileira, o autor exilou-se no Chile, onde encontrou em Pablo Neruda um amigo e colaborador. Também morou na Argentina, Chile, Portugal, França e Alemanha, até retornar ao Brasil, após o fim do regime militar.

Leia também

• Palco Esperantivo leva programação musical ao Cabo de Santo Agostinho

• Grupo Totem compartilha terceira etapa da pesquisa 'Metamorfismo de (R)existência'

• Museu da Cidade do Recife completa 40 anos nesta sexta-feira (14)


Em setembro do ano passado, o amazonense foi homenageado pela 34º Bienal de São Paulo. "Faz escuro mas eu canto", tema da edição, foi retirado de um verso escrito por ele em "Madrugada Camponesa", de 1965.

Veja também

Grammy será realizado em 3 de abril em Las VegasGrammy Awards

Grammy será realizado em 3 de abril em Las Vegas

Dia da Consciência Cristã volta a acontecer em Tamandaré no sábado (22)Música

Dia da Consciência Cristã volta a acontecer em Tamandaré no sábado (22)