Cultura+

Morre, no Rio, o escritor Rubem Fonseca

Escritor, de 94 anos, foi vítima de um infarto

Escritor Rubem FonsecaEscritor Rubem Fonseca - Foto: Divulgação

O escritor mineiro Rubem Fonseca, 94, morreu nesta quarta-feira (15) no Rio de Janeiro, vítima de um infarto. Ele, que completaria 95 anos no próximo dia 11 de maio, integra o rol de um dos maiores autores brasileiros entre contos e romances.

De suas publicações mais conhecidas vale ressaltar os romances "Agosto" (1990),  "Diário de um Fescenino" (2003) e "O Seminarista" (2009), já entre os contos "Feliz Ano Novo" (1975), "Amálgama" (2013) e o mais recente "Carne Crua" (2018), estão entre os destaques.

Em 2015 Rubem Fonseca foi agraciado, pela Academia Brasileira de Letras (ABL),  com o Prêmio Machado de Assis. Na ocasião, em seu discurso, ele afirmou que não concorreu a uma cadeira na ABL por pura idiossincrasia, tal qual fez Drumond quando também foi questionado por isso.

 

  

Leia também:
Morre, no Rio, o cantor e compositor Moraes Moreira
Morre o jornalista e dramaturgo pernambucano Valdi Coutinho, aos 77 anos
Sarah Maldoror, pioneira do cinema negro, morre aos 91 anos 
 

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento do escritor, que chegou a ser socorrido a uma unidade hospitalar mas não resistiu.


 

Veja também

Adiada a segunda noite de show de Caetano Veloso no Guararapes
Música

Adiada a segunda noite de show de Caetano Veloso no Guararapes

Cannes à espera de uma Palma de Ouro de difícil escolha
Cinema

Cannes à espera de uma Palma de Ouro de difícil escolha