Luto

Morre o cartunista Nani, criador da tirinha Vereda Tropical, de Covid-19, aos 70

O quadrinho satirizava o cotidiano político e social do país

O cartunista NaniO cartunista Nani - Foto: Reprodução/Instagram

O escritor e cartunista Nani, autor da tirinha Vereda Tropical, morreu nesta sexta (8), aos 70 anos, em decorrência de complicações da Covid-19.

Segundo a sua viúva, Inez Lucas, ele ficou cerca de uma semana internado em um hospital em Belo Horizonte, mas tinha acabado de passar por três transplantes de fígado e não aguentou. Nani tomou as duas doses da vacina contra o coronavírus.

Nani era o nome artístico de Ernani Diniz Lucas. Mineiro de Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, iniciou a carreira na cidade na década de 1970, publicando charges no jornal O Diário. Logo depois, se mudou para o Rio de Janeiro, onde morava até o ano passado.

O cartunista colaborou com alguns dos principais veículos de imprensa brasileiros, como o jornal O Globo e as revistas O Pasquim, Mad e piauí. Também atuou como escritor, roteirizando os programas de Chico Anysio "Chico Total" e "Escolinha do Professor Raimundo" e os humorísticos "Casseta e Planeta", "Sai de Barro" e "Zorra Total".

Uma de suas criações mais célebres foi a tirinha Vereda Tropical, publicada em vários jornais. O quadrinho satirizava o cotidiano político e social do país.

Cartunistas de sua época e de gerações mais jovens, como Adão e André Dahmer, lamentaram a sua morte nas redes sociais. "Obrigada por tanta graça que deixou pra gente", escreveu Laerte.Além da mulher, Nani deixa dois filhos, Juliano e Danilo Silva Lucas, e uma neta.

Veja também

São João de Caruaru 2024 começa nesta sexta (19), com shows na zona rural da cidade
SÃO JOÃO 2024

São João de Caruaru 2024 começa nesta sexta (19), com shows na zona rural da cidade

Boninho para Matteus: "Cara, você é uma graça. Superbacana"
bbb24

Boninho para Matteus: "Cara, você é uma graça. Superbacana"

Newsletter