Morre o fotógrafo Antonio Guerreiro, aos 72 anos

Ele estava internado na Policlínica de Botafogo, no Rio de Janeiro, para tratamento de um câncer

Antônio GuerreiroAntônio Guerreiro - Foto: reprodução/Instagram

O fotógrafo Antonio Guerreiro morreu neste sábado (28), aos 72 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado na Policlínica de Botafogo para tratar um câncer desde o começo do mês.

Nascido na Espanha, Guerreiro se mudou para o Rio ainda criança e lá estudou economia. Mas acabou seguindo carreira de fotógrafo, ganhando projeção entre os anos 1960 e 1970 com suas imagens de celebridades estampando as principais revistas do país.

Sagrou-se retratista de renome ao clicar personalidades do universo artístico, como Sônia Braga e Gal Costa, e chegou a ter sua obra censurada durante a ditadura militar.
Ele deixa a mulher, Teresa Freire, com quem estava casado há cerca de 20 anos, e uma filha, fruto de um relacionamento anterior, com a atriz Angelita Feijó.

O velório acontece neste domingo (29), das 9h às 11h45, no Memorial do Carmo, na zona norte do Rio. Seu corpo será cremado em seguida.

Leia também:
Meu luto foi interrompido por muito barulho do lado de fora
Filme chileno retrata o processo de luto de uma mulher trans diante da morte do seu marido

Veja também

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração
Luto

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo que simula milagres
Deus virtual

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo