Morre o jornalista e dramaturgo pernambucano Valdi Coutinho, aos 77 anos

Ele estava com a saúde fragilizada após sofrer AVCs

Cena da cinebiografia do jornalistaCena da cinebiografia do jornalista - Foto: Pagina 21/Divulgação

Nome imprescindível à cultura pernambucana, o jornalista e dramaturgo Valdi Coutinho morreu na tarde desta terça-feira (14), aos 77 anos, em sua residência. Com extensa carreira em múltiplas áreas, foi jornalista, cronista esportivo, ator, diretor, dramaturgo, crítico de teatro, escritor, artista plástico e carnavalesco, além de ter sido um dos fundadores do Baile dos Artistas. Durante 30 anos, desempenhou funções no jornal Diario de Pernambuco, tendo destaque como cronista no caderno de esportes, além de crítico e colunista de teatro em cultura.

Durante a vida, Valdi Coutinho teve três AVCs, o que veio a comprometer a saúde dele. Segundo José Félix, considerado como um sobrinho para o jornalista, ele vinha com o estado físico debilitado. No último domingo (12), passou mal e, desde então, estava com dificuldades para comer alimentos sólidos. De acordo com o sobrinho, ele tinha se alimentado pela manhã e almoçado no início da tarde. Após a refeição, Valdi pediu um copo de água a ele, tomou e veio a falecer em seguida. Até o fim da tarde, a família ainda não tinha informações sobre o velório e sepultamento.

Valdi Coutinho foi homenageado com uma cinebiografia lançada no começo do ano, durante a programação do Janeiro de Grandes Espetáculos 2020. Intitulado “Múltiplo Valdi”, o projeto audiovisual foi uma idealização de Cláudia Moraes e teve roteiro e direção de Rafael Coelho, ambos sócios da produtora Página 21. “Eu pude conviver com ele durante as gravações do filme, que chegou a ter produção interrompida quando ele teve um AVC. Ele foi muito importante para a cultura de Pernambuco e para a comunicação do Estado. Houve uma grande contribuição dele para o teatro pernambucano, e que bom essa homenagem (o filme) foi vista em vida por ele”, explica o diretor Rafael Coelho.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) também recordaram, em nota, a contribuição de Valdir Coutinho ao jornalismo pernambucano. “Quem trabalhou e conheceu de perto Valdi Coutinho sabe que, com entusiasmo, competência, brilhantismo, ele construiu uma história singular no jornalismo e na vida pernambucana. Amante do teatro, futebol e carnaval.”, afirma um dos trechos do comunicado.

Assista ao filme "Múltiplo Valdi"

 


 

Veja também

DaBaby, rapper que tem parcerias com Dua Lipa e Anitta, é excluído do Lolapalooza
Homofobia

DaBaby, rapper que tem parcerias com Dua Lipa e Anitta, é excluído do Lolapalooza

Billie Eilish fala que não é feliz com próprio corpo: 'Mas quem está?'
Reflexões

Billie Eilish fala que não é feliz com próprio corpo: 'Mas quem está?'