Morre o poeta chileno Nicanor Parra, inventor da antipoesia, aos 103 anos

Nicanor era irmão da compositora e cantora Violeta Parra

Morre Nicanor ParraMorre Nicanor Parra - Foto: divulgação

BUENOS AIRES - Morreu na madrugada desta terça-feira (23), em Las Cruces, na costa do Chile, o poeta e físico matemático Nicanor Parra, 103, ganhador do Prêmio Cervantes (2011) e até então o mais longevo da família de artistas que marcou o século 20 chileno. Nicanor era irmão da compositora e cantora Violeta Parra (1917-1967).
Este ano, o autor ganhará a primeira antologia de seus versos traduzida no Brasil, a sair pela editora 34.

O poeta vivia havia mais de 20 anos em Las Cruces, onde seguia escrevendo e organizando seus textos para publicação. Também ali recebia visitas de escritores, estudiosos de sua obra e presidentes chilenos, entre eles a atual, Michelle Bachelet, e o recentemente reeleito, Sebastián Piñera. Quem conviveu com ele nesses últimos anos, como o editor Matias Rivas, diz que sua memória estava ainda afiada e que ele recitava versos e contava anedotas de personalidades do ambiente intelectual chileno em que se formou.

No ano passado, saiu no mercado hispano-americano a antologia "El Último Apaga la Luz" (Penguin Random House), que reúne escritos antigos e recentes. No Brasil, com um atraso tão grande que deu tempo de o autor viver mais de cem anos e morrer antes que se publicasse algo, prepara-se a edição, agora póstuma, de sua primeira antologia de poemas a ser lançada, no segundo semestre, pela editora 34.
Sua obra mais importante foi o livro "Poemas e Antipoemas" (1954).

Leia também
Literatura fantástica à brasileira em primeiro livro original lançado na CCXP
Pernambucano entre vencedores do Prêmio Cepe Nacional de Literatura
HQ 'O Livro dos Coelhos Suicidas' alinha o adorável ao adulto

Veja também

Virtuosismo é uma das características de Robertinho apontadas por colegas de renome
Série documental

Virtuosismo é uma das características de Robertinho apontadas por colegas de renome

Com protagonista pernambucana, 'Alice Júnior' mostra os desafios de uma adolescente trans
ANNE MOTA

Com protagonista pernambucana, 'Alice Júnior' mostra os desafios de uma adolescente trans