Morre Pai Jefferson Nagô, líder da Tribo de Caboclinhos Carijós

Conhecido como Pai Jefferson Nagô, ele teve complicações de saúde após abscesso na perna

Jefferson Nagô, da Tribo Caboclinhos Carijós Jefferson Nagô, da Tribo Caboclinhos Carijós  - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O presidente da Tribo de Caboclinhos Carijós, Jefferson Roberto Cosme dos Santos, faleceu nesta segunda-feira (17). Mais conhecido como Pai Jefferson Nagô, ele tinha apenas 29 anos e estava internado há 20 dias em um hospital privado no bairro de Boa Viagem. De acordo com o irmão de Jefferson, Anderson dos Santos, ele se queixava de fortes dores na coxa e foi diagnosticado com um abscesso.

O velório de Pai Jefferson ocorre nesta segunda-feira (17), na sede da agremiação, na rua Coremas, 40, próximo ao Clube da Mangabeira, na Zona Norte do Recife. A família informou que o sepultamento vai ser realizado no Cemitério de Casa Amarela, nesta terça-feira (18), às 16h.

Leia também:
Almir Rouche e Caboclinhos Carijós homenageados no Carnaval do Recife
Livro com obra de Derlon traz olhar profundo sobre a cultura popular
Livro se debruça sobre a atuação do Teatro de Cultura Popular em Pernambuco


"O médico disse que não precisava de drenagem e passou um antibiótico, que terminou no domingo. A previsão era ter alta na terça-feira (18), mas por volta das 14h ele passou mal com falta de ar. Disseram à família que foi uma parada cardíaca", comentou Anderson, que não soube dizer se houve erro na condução do caso. Ainda segundo ele, Jefferson apresentava uma deficiência na mesma perna afetada pela dor, mas isso nunca prejudicou sua locomoção nem trouxe outro tipo de sequela.

   Agremiação mais antiga

Jefferson Nagô comandava a agremiação de caboclinhos mais antiga de Pernambuco, que foi fundada em 1896, contemplada com o título de Patrimônio Imaterial do Brasil em 2016 e homenageada no Carnaval do Recife, em 2017. A Tribo Carijós é a atual bicampeã no segmento de caboclinhos, e há doze décadas é a maior detentora de títulos carnavalescos do Recife. Em junho, o grupo foi agraciado na terceira edição do Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular, promovido pela Secretaria de Cultura e Fundarpe, do Governo de Pernambuco.

Por meio de nota, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, lamentou a morte precoce do Pai Jefferson Nagô. "Jefferson era referência na luta pela preservação das nossas tradições populares e sua partida foi uma perda enorme para a cultura do Recife e de Pernambuco. Quero mandar meus sentimentos para a sua família, amigos e para a Tribo Carijós do Recife, que encontrem força nesse momento de dor", disse o prefeito.

A secretária de Cultura do Recife, Leda Alves, também se pronunciou por meio de nota. “Foi uma perda muito grande. A gente não pode sequer sondar, muito menos entender os desígnios que levam a uma tragédia como essa. Só nos resta chorar e lamentar a falta enorme que ele fará, sem deixar de trabalhar e contribuir para que a casa possa se arrumar e o Carijós siga em frente, desfilando seus ideais”, disse Leda Alves.

Veja também

The Voice+: Reality musical com talentos acima de 60 anos começa cheio de emoção
The Voice

The Voice+: Reality musical com talentos acima de 60 anos começa cheio de emoção

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão