Morre Randy Weston, pianista que buscou raízes africanas do jazz

Randy Westons morreu aos 92 anos, nos Estados Unidos

O pianista e compositor americano Randy Weston morreu aos 92 anos, nos EUAO pianista e compositor americano Randy Weston morreu aos 92 anos, nos EUA - Foto: Reprodução/Facebook

O pianista e compositor americano Randy Weston, que dedicou sua vida a uma investigação sobre a matriz africana do jazz, morreu neste sábado (1º), nos Estados Unidos, aos 92 anos. A notícia foi confirmada ao jornal "The New York Times" por Gail Boyd, seu advogado. A causa da morte não foi divulgada. Influenciado pela música de Thelonious Monk, Weston lançou seu primeiro álbum, "New Faces at Newport", em 1958. O disco trazia uma de suas composições mais famosas: "Hi-Fly".

Weston chegou a se apresentar em São Paulo, em 2014, no Sesc Pompeia. Em apresentações e aulas, ele sempre destacava as raízes africanas do jazz. Essa herança hoje é um consenso, mas à época o jazz era visto como uma música essencialmente americana. Essa influência ele buscou deixar explícita com sua banda, a African Rythms. Quando as colônias africanas começaram a conquistar sua independência, Weston saudava o impulso por liberdade em sua música. Em 1960, lançou "Uhuru Afrika", que em língua swahili quer dizer "liberdade África". O disco chegou a ser proibido na África do Sul, em pleno apartheid.


Leia também:
Vocalista do Pholhas, banda de rock famosa nos anos 1970, morre aos 69 anos
Neil Simon, dramaturgo da Broadway, morre aos 91 anos

Em 1961, foi para a Nigéria como parte da delegação da American Society for African Culture, sua primeira viagem ao continente. Em 1968, Weston se estabeleceria no Marrocos por cinco anos, onde ele dirigia uma instituição para divulgar artistas de várias tradições musicais. Weston ainda lançaria discos como "Blue Moses" (1972), "Tanjah" (1973) e "Perspective" (1976), entre outros. Pelo disco de 1973, ele chegou a ser premiado com um Grammy. Os artigos resultantes de seu trabalho como pesquisador musical hoje estão arquivados na Universidade Harvard. Nascido em Nova York, em 1926, Weston era filho de um barbeiro e uma dona de casa. Ele deixa mulher, três filhas e sete netos.

Veja também

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal
Polêmica

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal