Mostra Inclusiva Dançabilita chega a sua quinta edição

Neste sábado (19) e no domingo (20), Teatro Luiz Mendonça recebe apresentações de artistas com e sem deficiência, que integram a 5ª Mostra Inclusiva de Dançabilita

Mostra Inclusiva Dançabilita traz bailarinos com e sem deficiência Mostra Inclusiva Dançabilita traz bailarinos com e sem deficiência  - Foto: Nilo dos Anjos/Divulgação

Criada com o objetivo de democratizar o acesso à arte da dança, a Mostra Inclusiva Dançabilita chega a sua quinta edição. Neste sábado (19) e no domingo (20), a partir das 17h, diversos grupos locais, formados por bailarinos com e sem deficiência, sobem ao palco do Teatro Luiz Mendonça, localizado no Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. Pensando na acessibilidade, o evento conta com intérprete de Libras e audiodescrição.

Leia também:
Cissa Guimarães vem ao Recife com seu espetáculo "Doidas e Santas"
Espetáculo 'Grande Sertão: Veredas', dirigido por Bia Lessa, chega a Pernambuco em junho
Confira um roteiro com shows, espetáculos e eventos para você curtir o sábado


O projeto foi criado em 2014, pela terapeuta ocupacional e professora de dança do ventre Renata Tarub, visando à prática artística como ferramenta de inclusão. "A proposta é levar a mensagem de que qualquer um pode dançar, independentemente das dificuldades. Trabalhar com a dança pode ser, inclusive, um recurso terapêutico, melhorando a qualidade de vida das pessoas", explica a idealizadora.

De acordo com Renata, a programação do Dançabilita foi crescendo ao longo dos anos. Em 2018, as apresentações terão a participação de 18 grupos no sábado, e 15 no domingo. "Na primeira edição da mostra, chamei apenas duas atrações que eu já conhecia. Hoje, aproveito os festivais que ocorrem ao longo do ano para observar grupos alinhados a essa proposta", revela. No domingo, o show terá um tema especial: "Sagrado feminino". A abertura fica por conta da União Mães de Anjos (UMA), formada por mães de crianças com microcefalia.

Além das apresentações nestes dois dias, ao longo da semana, a mostra ofereceu oficinas, workshops, palestras, bate-papo e lançamento de livro. Umas das convidadas foi Isete Najla, professora paulista de dança do ventre, amputada do braço esquerdo devido a um câncer. Na última sexta-feira, no espaço Ato Corporal, ela dividiu com o público sua história e experiência de vida em dois momentos: primeiro em um workshop, pela manhã, e depois com uma palestra, no período da noite. "Participações como essa servem de inspiração e também estímulo para conversarmos sobre inclusão", afirma Renata.

Durante as ações da mostra, os organizadores aproveitam para arrecada alimentos não-perecíveis. Todo material recebido será doado à ONG Gabriela Feliz, que oferece educação a crianças que vivem em situação de vulnerabilidade social. Na compra das entradas para o show, o público doa R$ 1 para a instituição. Os ingressos estão à venda nas lojas Mundo Verde dos shoppings Tacaruna e RioMar.

Serviço:
5ª Mostra Inclusiva Dançabilita
Neste sábado (19) e domingo (20), às 17h
No Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu - Avenida Boa Viagem, s/n, Boa Viagem)
R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)
Informações: (81) 99782-5485

Veja também

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude
Aniversário

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil
BBB 21

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil