Cultura+

Muito além do “The Voice Brasil”: Ayrton Montarroyos mostra repertório do seu novo CD em especial

Rede Globo Nordeste exibe show do artista em programa especial neste sábado (7)

Em pauta na reunião, cessão onerosa, leilão do pré-sal e outras demandas da regiãoEm pauta na reunião, cessão onerosa, leilão do pré-sal e outras demandas da região - Foto: Camila Souza / Govba

O público pernambucano poderá ter sua última oportunidade de assistir a um show de Ayrton Montarroyos pelos próximos seis meses neste sábado (7), quando será exibido seu especial para a Globo Nordeste, às 14h45. O cantor recifense apresentará uma prévia do seu primeiro disco solo em show gravado ao vivo no Teatro Luiz Mendonça, do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. O material abre a temporada de lançamento de “Ayrton Montarroyos”, que chega às prateleiras ainda neste mês, pelo selo Joia Moderna.

“Fizemos as contas e fiz cerca de 12 shows no Recife em 2016. Foi muita coisa. Agora, quero dar um descanso à cidade, só devo voltar para o Carnaval, porque já estamos negociando com o Galo da Madrugada, mas o show do disco novo na Cidade só acontecerá para lá do segundo semestre. Primeiro, vamos rodar pelo Sudeste”, adiantou Ayrton. No repertório, ele irá evidenciar compositores pernambucanos em seu álbum de estreia. Embora seu trabalho tenha sido associado à interpretação de clássicos da MPB por conta de suas apresentações no programa “The Voice Brasil”, o jovem de apenas 21 anos de idade esclarece que seu papel fundamental é introduzir nomes nem tão conhecidos ao grande público.

“Gravei no disco nomes famosos e outros que não são tão comuns em São Paulo. Sou um cantor popular, não faço música experimental. Por isso, tenho um acesso maior às pessoas e quero chamar atenção para essa galera, que é muita boa, mas alguns deles não saem tanto na mídia”, observou o intérprete, que escolheu um repertório formado por canções dos conterrâneos Graxa, Tiné e Lula Queiroga, por exemplo. O instrumentista Vinícius Sarmento participará tocando violão durante a música “Vamos Ficar Sol”, composta por Tibério Azul. “É uma das músicas que entraram no disco e foi arranjada por Vinícius, por isso, achei legal que ele participasse. Mas o especial também conta com outras canções que não estão no álbum, como ‘Duas Cores’, de Felipe S, da banda Mombojó”, explica ele.

Além de músicas que já foram gravadas pelos seus autores originais, o disco também contará com composições inéditas de artistas, como Zeca Baleiro e Zé Manoel. “Meu trabalho consiste em ouvir muita coisa, escuto de tudo. Muita gente me conheceu cantando os clássicos no ‘The Voice’, mas aquilo foi um artifício que usei. Na minha carreira, não quero soar datado. Pois, como diz Paulinho da Viola, ‘meu tempo é hoje’”, diz Ayrton. O álbum de estreia contou com sete arranjadores e produção musical de Thiago Marques. “Ficou a minha cara, e eu tenho a cara de muita coisa”, conclui.

Veja também

Samara Felippo é condenada ao pagamento de danos morais a Mário Frias após publicação nas redes
justiça

Samara Felippo é condenada ao pagamento de danos morais a Mário Frias após publicação nas redes

Galo da Madrugada anuncia programação da 14ª edição do Forrozão do Galo; confira atrações
GALO DA MADRUGADA

Galo da Madrugada anuncia programação da 14ª edição do Forrozão do Galo; confira atrações

Newsletter