Museu da Abolição terá atividades no fim de semana do 13 de maio

Abolição completa 130 anos e será rememorada com palestra, lançamento de livros e exposição. O acesso aos eventos é gratuito

Resistência dos negros e o seu cotidiano é mostrada em documentosResistência dos negros e o seu cotidiano é mostrada em documentos - Foto: Unespciencia/Divulgação

O aniversário da Lei Áurea será rememorado através de diversas atividades promovidas no Museu da Abolição, na Madalena. Neste final de semana - sábado (12) e domingo (13) - o espaço estará de portas abertas, recebendo os visitantes para exposição "130 anos - Abolição?", que discute os aspectos da escravidão que permanecem até hoje no Brasil e traz fotografias, objetos de tortura utilizados no passado e imagens da atual situação do povo negro.

Neste sábado, a partir das 15h, haverá os lançamentos do livro "Crítica da Razão Negra" (que trata de como pensar a diferença e a vida, o semelhante e o dessemelhante), do nigeriano Achille Mbembe, que também trará o cordel "O fardo da raça"; do livro "Hegel e o Haiti", de Susan Buck-Morss; e do cordel "Eu, um crioulo", de José F. P. de Azevedo.

Leia também:
Museu da Abolição discute 130 anos do fim da escravidão no Brasil
Playlist de músicas para ouvir no 13 de maio, dia da Abolição
Livro conta a vida de 28 escravos brasileiros, 130 anos após a abolição

O Museu da Abolição (MAB) tem acesso gratuito e está completando 35 anos de fundação neste domingo, criando formas de interagir com a comunidade. Na sexta-feira (11), professores de escolas públicas do Recife participaram de um seminário sobre a abolição da escravidão e, ao longo de toda a próxima semana, haverá uma ação de “repatriação digital”, trazendo de volta para os terreiros de candomblé pernambucanos as imagens de objetos sagrados (que foram retirados à força nos anos 1930 e levados, desde então, para São Paulo).

"Vamos levar a exposição para o Terreiro de Xambá; o Sítio de Pai Adão, de Mãe Lúcia de Oyá; e a Tenda de Umbanda e Caridade Caboclo Flexeiro, de Pai Edson de Omolu, possibilitando que todas as pessoas dessas comunidades possam ter acesso às imagens", conta a diretora do MAB, Elisabete Arruda. Serviço:
Museu da Abolição (rua Benfica, 1150, Madalena)
Visitação: De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Sábado e domingo, das 13h às 17h.
Entrada gratuita
Informações: (81) 3228-3248

 

Veja também

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude
Aniversário

Roberto Carlos faz 80 anos e diz ser o mesmo cara de sua juventude

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil
BBB 21

Camilla vence prova do Anjo do "BBB 21" e dá Monstro para Arthur, Caio e Gil