MÚSICA

Música africana terá categoria própria no Grammy

Músicas lançadas entre 1º de outubro de 2022 e 15 de setembro de 2023 poderão ser indicadas na edição de 2024

Premiação do GrammyPremiação do Grammy - Foto: Frederic J. Brown/AFP/Getty Images

A edição de 2024 do Grammy contará com novas categorias, incluindo o prêmio de melhor performance de música africana, anunciou a Academia de Gravação nesta terça-feira (13).

Além de premiar uma gravação que utilize "expressões locais únicas de todo o continente africano", a 66ª edição da maior premiação da música mundial entregará troféus ao melhor álbum de jazz alternativo e à melhor gravação pop dance.

Duas categorias existentes, a de produtor não clássico do ano e a de compositor do ano, serão agora escolhidas por todos os votantes, em vez de um seleto grupo específico do gênero.

Essas mudanças ocorrem após vários anos de reformulação nas categorias do Grammy, enquanto a Academia tenta mitigar as críticas de que suas seleções não são inclusivas e não refletem a evolução da indústria da música.

No ano passado, a organização premiou a melhor trilha sonora de videogame e criou o tão esperado prêmio de compositor do ano, aberto a compositores que não são necessariamente artistas intérpretes ou produtores.

Em 2020, a instituição sediada em Los Angeles alterou o nome de várias categorias, como a controversa música urbana contemporânea, que virou R&B progressivo.

O novo prêmio que reconhecerá as gravações de música africana abrange vários gêneros, segundo a Academia, incluindo, entre outros, Afrobeat, High Life, Bongo Flava, Ghanaian Drill e Ethio Jazz.

Canções de artistas africanos têm dominado há muito tempo as categorias de música global, com a aparição regular de artistas como Angelique Kidjo e Burna Boy.

A nova categoria parece ser uma aposta para dar maior reconhecimento ao impacto da música da África nas tendências internacionais.

"Essas mudanças refletem nosso compromisso em ouvir ativamente e responder aos comentários de nossa comunidade musical, representar com precisão uma ampla gama de gêneros musicais relevantes e permanecer alinhados com o panorama musical em constante evolução", disse Harvey Mason Jr., diretor da Academia de Gravação, em um comunicado.

Músicas lançadas entre 1º de outubro de 2022 e 15 de setembro de 2023 poderão ser indicadas na edição de 2024.

Veja também

Ex de Nahim não deixará filha do cantor ir ao velório: 'Não perca tempo'
Nahim

Ex de Nahim não deixará filha do cantor ir ao velório: 'Não perca tempo'

"Esquecidos por Deus": espetáculo baseado em livro de Cícero Belmar estreia no Recife
Teatro

"Esquecidos por Deus": espetáculo baseado em livro de Cícero Belmar estreia no Recife

Newsletter