INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

"Música final" dos Beatles gravada com inteligência artificial será lançada este ano, diz McCartney

Tecnologia foi empregada para recriar a voz de John Lennon

Os Beatles em foto de 1966, ano em que quase conheceram Pelé Os Beatles em foto de 1966, ano em que quase conheceram Pelé  - Foto: JIJI PRESS / JIJI PRESS / AFP

Uma canção inédita dos Beatles gravada com o auxílio de inteligência artificial (IA) para recriar a voz de John Lennon, morto em 1980, será lançada ainda este ano, anunciou Paul McCartney. O músico afirmou que a faixa será a "última gravação" do grupo.

Integrante do lendário grupo de Liverpool, Paul McCartney vai completar 81 anos no dia 18 de junho. Ele explicou em uma entrevista à BBC que, para concretizar a gravação, a equipe extraiu a voz de Lennon de uma antiga fita cassete.

— Era uma demo que John (Lennon) tinha e na qual trabalhamos. Acabamos de finalizá-la — disse, antes de anunciar que a faixa será lançada até o fim do ano. — Quando viemos fazer o que será a última gravação dos Beatles, era uma demo que John tinha (e) nós conseguimos captar a voz de John e torná-la pura por meio da IA.

McCartney destacou que a equipe conseguiu mixar a gravação, como de costume em trabalhos atuais.
 

— Isso dá algum tipo de margem de manobra — acrescentou o músico.

Em abril de 1970, seis meses depois do lançamento do álbum "Abbey Road" e um mês antes antes do lançamento de "Let it Be", os Beatles anunciaram a separação do grupo.

Durante os 10 anos de carreira, os Beatles lançaram 14 álbuns de grande sucesso.

Veja também

Samuel de Assis é eliminado na 'Dança dos Famosos'
DOMINGÃO

Samuel de Assis é eliminado na 'Dança dos Famosos'

Com saída de Eliana, Celso Portiolli é escolhido para comandar SBT aos domingos
MUDANÇAS

Com saída de Eliana, Celso Portiolli é escolhido para comandar SBT aos domingos

Newsletter