Musical 'Cinderella' chega ao Recife em superprodução

Espetáculo será encenado em cinco sessões, que serão realizadas entre sexta (16) e domingo (18)

Bruna Guerin e André Loddi são os protagonistasBruna Guerin e André Loddi são os protagonistas - Foto: Leo Aversa/Divulgação

Um espetáculo que vai encantar as crianças e surpreender os adultos. É com essa promessa que o diretor de produção e elenco Rômulo Sales define o musical "Cinderella", que vai realizar cinco apresentações de sexta-feira (16) até domingo (18) no Teatro RioMar.

Trata-se de uma megaprodução que já foi exibida para mais de 120 mil pessoas no Rio de Janeiro e em São Paulo, e que chega ao Recife dentro de uma turnê nacional que, ainda de acordo com Sales, tem se revelado um enorme desafio logístico. "São 26 atores, cantores e bailarinos e uma orquestra de 16 músicos, que somados ao restante da equipe representam cerca de 50 pessoas em trânsito, mais quatro carretas de 12 metros que pegam a estrada para transportar, Brasil afora, cenários, figurinos, perucaria, iluminação, sonorização e equipamentos variados de efeitos especiais", comenta.

Do Recife, o espetáculo segue para Natal, Fortaleza, Brasília e, por fim, volta para São Paulo. A peça é a primeira montagem, fora dos Estados Unidos, de um musical que estreou na Broadway em 2013. Patrocinada pelo Ministério da Cultura e pela Bradesco Seguros, "Cinderella" conta com direção da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. A montagem impressiona não apenas pelo gigantismo material que demanda para acontecer.

Leia também:
Musical 'Suassuna - O Auto do Reino do Sol' vence quatro Prêmios Shell-Rio
Livro mostra os bastidores da criação musical
Deborah Colker retorna ao Recife com novo espetáculo

Desde 2016, a versão brasileira conquistou a crítica e já ganhou diversos prêmios, como o "Bibi Ferreira" de melhor cenografia, tendo também indicações no prêmio "Reverência" para melhor espetáculo, figurinos, coreografia e iluminação, entre outras distinções. Neste elenco, a personagem-título é interpretada por Bruna Guerin (atriz premiada que já participou de musicais como "Cantando na Chuva"), enquanto André Loddi faz o Príncipe Topher.

"Cinderella" se baseia na versão francesa “Cendrillon” ou “La Petite Pantoufle de Verre”, de Charles Perrault, mas traz um texto atual, que vai surpreender os espectadores. "Ela não fica esperando pelo príncipe para poder concretizar sua felicidade", adianta Rômulo Sales. Para as crianças, o ponto alto é o momento em que o vestido da gata borralheira vira indumentária de princesa, "magicamente", através de efeitos de holograma que também são utilizados para criar um imenso gigante que interage com os atores, no palco. Mas para o resto da família, os belos números de balé e de música devem agradar em cheio.

Serviço:
“Cinderella, o Musical”
No Teatro RioMar (av. República do Líbano, 251,Pina)
Sessões:
Sexta-feira (16), às 20h
Sábado (17), às 17h e às 20h30
Domingo (18), às 16h e às 19h
Ingressos:
Plateia Baixa: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia)
Plateia Alta: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia)
Balcão Nobre: R$ 75 (inteira) e R$ 37,50 (meia)

Veja também

Morre o ator Sean Connery, o primeiro James Bond
Luto

Morre o ator Sean Connery, o primeiro James Bond

Boninho anuncia cantora Ludmilla como técnica da versão sênior do The Voice
Televisão

Boninho anuncia cantora Ludmilla como técnica da versão sênior do The Voice