Nate Parker é criticado por incluir cena de estupro em 'Birth of a Nation'

O cineasta chegou a ser acusado pelo estupro de uma estudante em 1999, na Universidade Penn State

Em carros 3, Relâmpago McQueen acelera demais e perde o controleEm carros 3, Relâmpago McQueen acelera demais e perde o controle - Foto: Divulgação

A irmã da jovem que acusava Nate Parker de estupro antes de se suicidar qualificou como "perversa" a ideia de incluir uma cena de agressão sexual no filme "The Birth of a Nation", a tão esperada primeira produção do cineasta negro. Parker e seu corroteirista Jean Celestin foram acusados de ter estuprado uma estudante em 1999, quando ambos compartilhavam um quarto na Universidade Penn State.

"Como irmã, o que me dá mais pena é que ao contar a história da revolta de escravos conduzida por Nat Turner inventaram uma cena de estupro", escreveu Sharon Loeffler na revista Variety. "O estupro da mulher de Turner é usado para justificar a revolta de Turner" quando "se trata de ficção", assinalou.

"Considero terrível e perverso que Parker e Celestin incluam uma cena fictícia de estupro e que Parker interprete o papel de um herói que vê" essa agressão, destaca. Parker, de 36 anos, foi absolvido em 2001, e Jean Celestin foi condenado a seis meses de prisão, sentença que foi anulada pelo Tribunal de Apelações, após sua acusadora, cuja identidade nunca foi formalmente revelada, negar-se a depor novamente.

O caso voltou a ocupar as primeiras páginas depois que a Variety revelou, em agosto, que a jovem havia se suicidado em 2012 em uma clínica de reabilitação. Adquirido pela Fox Searchlight por US$ 17,5 milhões, "The Birth of a Nation" ganhou o grande prêmio do júri no Festival Sundance e se tornou um dos favoritos ao Oscar. O filme foi programado para competir em setembro no Festival de Toronto e estreará na América do Norte em 7 de outubro.

Veja também

Ex de Dudu diz que teve caso com Gusttavo Lima quando era casado
famosos

Ex de Dudu diz que teve caso com Gusttavo Lima quando era casado

Programa do Ratinho volta a ter plateia de 30 pessoas testadas para Covid-19
televisão

Programa do Ratinho volta a ter plateia de 30 pessoas testadas para Covid-19