Novidades marcam encenações da Paixão de Cristo no Recife e em Olinda

'Paixão de Cristo: Jesus, a Luz do Mundo' ocupa o Marco Zero, no Bairro do Recife, enquanto 'Paixão de Cristo de José Pimentel'será mostrada em Olinda, ambas até o domingo

Bruno Garcia é a estrela de 'Jesus, a luz do mundo'Bruno Garcia é a estrela de 'Jesus, a luz do mundo' - Foto: Divulgação

Durante 16 anos, a praça do Marco Zero, no Bairro do Recife, serviu de palco para a "Paixão de Cristo do Recife", escrita, dirigida e protagonizada por José Pimentel. Com a morte do ator e diretor, um novo espetáculo passa a ocupar o espaço. Com sessões neste sábado (20) e domingo (21), sempre às 18h, a "Paixão de Cristo: Jesus, a Luz do Mundo" é uma realização da Apacepe (Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco), que produziu a peça anterior até 2017.

Segundo Paulo de Castro, que produz a montagem ao lado de Antônio Pires, a encenação foi completamente modificada. "A maior parte dos atores está desde a primeira temporada da 'Paixão de Cristo do Recife', que começou no estádio do Arruda. Mas esse é um espetáculo novo, com cenas inéditas", afirma.

A inovação começa no visual do protagonista, interpretado por Bruno Garcia. A caracterização para o personagem foge dos típicos cabelos longos. "Ninguém sabe ao certo como Jesus era. Então, não precisamos ficar presos a um visual. Uma coisa que eu quero muito, nas próximas edições, é colocar um ator negro para interpretar Cristo", revela o produtor.

Leia também:
Paixão de Cristo de Nova Jerusalém segue até sábado
Espetáculos da Paixão de Cristo se espalham por Pernambuco
Elenco faz primeiro ensaio da Paixão de Cristo no Marco Zero


O texto e a direção da peça agora são assinados por Carlos Carvalho, que acumula mais de 50 anos de carreira no teatro. "Incorporamos várias novidades, como diálogos de Cristo com Judas e com os sacerdotes, que não estão necessariamente na Bíblia, mas que enriquecem a trama. A presença feminina também é muito forte no espetáculo, através de Maria e Maria Madalena", adianta o encenador.

A infância de Jesus também ganha destaque na dramaturgia. O ator iniciante Davi Aguiar, de 13 anos, a missão de dar vida ao filho de Deus ainda criança. "Acho que muita gente gostaria de saber como Cristo era quando menino. Por isso, acredito que seja uma cena importante. A minha expectativa é enorme. Essa é uma experiência que vai me marcar para o resto da vida", afirma.

A produção também representa o reencontro do ator pernambucano Bruno Garcia - que fez carreira em filmes e novelas no Sudeste - com o teatro local. Sobre o desafio de estar no lugar ocupado por José Pimentel ao longo de tantos anos, o artista comenta: "ele foi um grande visionário, abrindo portas para o que virou uma espécie de marca do teatro de rua pernambucano. Tenho muito respeito por esse legado".

Ao todo, a montagem conta com 22 cenas. Além das inéditas, outras que já existiam no espetáculo anterior permanecem, mas reformuladas. Uma das passagens mais marcantes é a da mulher adúltera, relatada no Evangelho de João. A personagem é vivida pela empresária Maria do Céu, ativa militante das causas LGBTQI+.

"É maravilhoso para mim, uma mulher que levanta tantas bandeiras, fazer um papel que nos faz refletir. É uma loucura pensar que ainda hoje há lugares no mundo onde a lei prevê o apedrejamento como castigo para homossexuais e mulheres. E mesmo aqui no Brasil a violência existe de outras formas. Por isso, essa história ainda é tão atual", lamenta.

A equipe da Paixão de Cristo é composta por 43 atores, 140 figurantes e mais de 30 profissionais na parte técnica. Entre os destaques do elenco, estão nomes como Angélica Zenith (Maria), Daniela Travassos (Madalena), Ivo Barreto (Judas), Sérgio Gusmão (Herodes), Carlos Lira (Pilatos) e Germano Haiut (Demônio do Deserto).

Mudança de cidade

Olinda é a atual casa da montagem original da "Paixão de Cristo do Recife". Agora batizada de "Paixão de Cristo de José Pimentel", a peça pode ser vista na Praça do Carmo, até o domingo, sempre às 20h. A produção é encabeçada por Lílian, filha do idealizador da obra. Foi ele mesmo que, antes de falecer, escolheu o ator Hemerson Moura para substituí-lo no papel de Jesus. O artista estreou como o personagem no ano passado, ainda no Marco Zero, e agora repete a dose.

O ator José Francisco Filho dirige o espetáculo, respeitando o texto escrito por Pimentel. O elenco conta com nomes como Stella Maris Saldanha (Maria), Gabriela Quental (Maria Madalena), Daniela Câmara (Verônica), Moisés Neto (Pilatos), Luciano Lucas (Herodes) e Will Menezes (Judas). O evento reúne 80 atores e 100 figurantes, além de um suporte técnico de outros 60 profissionais.

Hemerson Moura na pele de Jesus Cristo

Hemerson Moura na pele de Jesus Cristo - Crédito: Gustavo Glória/Arquivo Folha de Pernambuco


 

Veja também

Em sua maior edição, Música Mundo anuncia série de entrevistas como parte de suas atividades
Música

Em sua maior edição, Música Mundo anuncia série de entrevistas como parte de suas atividades

Anitta entra na lista oficial de músicas da posse de Joe Biden e Kamala Harris
Celebridades

Anitta entra na lista oficial de músicas da posse de Joe Biden e Kamala Harris