Cultura+

O Brasil antes dos holandeses, em livro transcrito por Caesar Sobreira

Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) relança 'Diálogo das grandezas do Brasil', com transcrição do antropólogo e professor Caesar Sobreira. Evento será nesta terça-feira (23), na sede do Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano

Caesar Sobreira, antropólogo e professor Caesar Sobreira, antropólogo e professor  - Foto: Divulgação

"É uma leitura obrigatória para todos os pernambucanos. Este livro descreve a grandiosidade desta terra em sua Idade de Ouro, antes da invasão holandesa e do Estado perder, ao longo dos séculos, vários de seus territórios", conta o antropólogo e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Caesar Sobreira, responsável pela transcrição de "Diálogo das grandezas do Brasil". Escrito há 400 anos, o livro está sendo relançado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), na sede do Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano, nesta terça-feira (23), a partir das 19h.

Segundo o pesquisador, o manuscrito original data de 1618, mas foi destruído ou extraviado. Dele, restaram duas versões: a que está armazenada na Biblioteca Real de Leiden, na Holanda, e outra que pertence ao acervo da Biblioteca Nacional de Lisboa. A primeira, mais conhecida, deu origem a nada menos dez edições diferentes (tendo sido a primeira delas de 1930, lançada pela Academia Brasileira de Letras e com apresentação de Capistrano de Abreu). Já a segunda versão jamais tinha sido publicada; isto está finalmente acontecendo após mais de um ano de total dedicação de Sobreira, em sua pesquisa de pós-doutorado em Linguística, realizada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Portugal.

O livro tem 400 páginas e um formato interessante: do lado esquerdo, traz a reprodução do documento, e do direito, sua transcrição, para que o leitor possa comparar os dois textos, caso assim o deseje. A obra conta as conversas entre Brandônio e Alviano, dois portugueses que residem em Pernambuco na época do Brasil-Colônia. Alviano é recém chegado e, como diz Sobreira, um "prisioneiro da saudade" que passa a vida a reclamar do clima, da comida, das características da nova terra.

Leia também:
Cepe lança três livros sobre Carnaval no Paço do Frevo
Cepe lança obra completa de Luiz Marinho em quatro volumes


Já Brandônio mora no Brasil há três décadas, e é capaz de enxergar sutilezas e provar ao conterrâneo, por exemplo, que a castanha de caju é, sim, muito mais gostosa que a portuguesa. O personagem é capaz, ainda, de fazer previsões proféticas, como o fato de que a Corte Portuguesa, um dia, acabaria por se mudar para o Brasil. "Ele descreve um país grandioso e desconstrói toda uma visão eurocêntrica", aponta.

Detalhe da capa do livro 'Diálogo das Grandezas do Brasil'

Detalhe da capa do livro 'Diálogo das Grandezas do Brasil' - Crédito: Divulgação



A obra, de autoria desconhecida, a princípio se chamava apenas "Das Grandezas do Brasil". Acredita-se que foi escrita pelo cristão-novo português Ambrósio Fernandes Brandão, um senhor de engenho e se tornou escritor ao narrar os aspectos econômicos e sociais; a fauna; a flora; o sistema jurídico e sociológico; o comportamento dos índios e vários outros aspectos da então colônia portuguesa.

Serviço:
Lançamento do livro "Diálogo das grandezas do Brasil" (400 págs.)
Nesta terça-feira (23), às 19h
Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano (rua do Hospício, 130, Boa Vista)
Quanto: R$ 60 (impresso) e R$ 18 (e-book)

Veja também

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça
BBB 24

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"
BBB 24

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"