Orquestra celebra centenário do maestro Lourival Oliveira

Apresentação em homenagem a Lourival Oliveira será nesta terça-feira (19), no Teatro Luiz Mendonça (Boa Viagem), às 20h, com entrada gratuita. Orquestra terá regência de Henrique Albino

Orquestra regida por Henrique Albino Orquestra regida por Henrique Albino  - Foto: Laura Proto/Divulgação

Os 100 anos de nascimento do maestro Lourival Oliveira (1918-2000) serão celebrados nesta terça-feira (19), com a apresentação de uma orquestra regida pelo músico e maestro Henrique Albino.

O show, composto por 26 músicas, está marcado para as 20h, no Teatro Luiz Mendonça, em Boa Viagem, e integra o projeto 100 anos de Lourival Oliveira, organizado pela produtora pernambucana Proa Cultural, com apoio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura). A entrada é gratuita, com convites disponíveis no site Sympla. A apresentação terá acessibilidade comunicacional para portadores de deficiência visual.

"O objetivo é contar a história de Lourival. Não com palavras, mas com a música dele", diz Henrique. "Lourival era autobiográfico nas composições, então a gente vai mostrar isso através das músicas do disco 'Os cabras de Lampião no frevo', dos frevos de clarinete, um estilo que ele criou. E vou mostrar as composições dele que não são frevos: chorinho, polca, músicas cantadas que pouca gente conhece. E também as homenagens que ele fez a amigos. No final, vou tocar as primeiras músicas dele, que são praticamente desconhecidas. Tem muito material inédito", detalha.

Leia também:
Projeto '100 anos de Lourival Oliveira' celebra compositor
Henrique Albino Trio participa do projeto 'Aurora Instrumental'
Caminhada do Forró leva multidão às ruas do Bairro do Recife; veja fotos

O repertório da apresentação indica o caminho autoral de Lourival. "Ver essas inéditas, para mim, é como se visse a construção das músicas principais dele", sugere Henrique.

"Nas mais antigas tem pedacinhos que depois ele desenvolveu nas mais famosas. Assim você tem a chance de ver como ele construiu sua música até chegar às mais famosas. Você passa a conhecer todo o processo de construção artística dele", opina.



O acesso a essas músicas se deu através da pesquisa no legado deixado por Lourival. "Ele deixou para a família todas suas partituras. Uma das filhas dele é bibliotecária e catalogou parte dessas músicas. Só que ainda tem muitas inéditas. Não dá para saber quantas. Tem um baú cheio de partituras sem nome. Então tem que ser feita uma pesquisa para saber qual é qual. Já conseguimos descobrir muitas inéditas, choros, maracatus, frevos, músicas cantadas que ninguém nunca ouviu", lista o maestro.

   Partituras inéditas

Para Henrique, a oportunidade de ver as partituras de Lourival interpretadas representa "um momento histórico". "É importante porque você pode redescobrir aquelas composições que fizeram nossa identidade, fizeram quem a gente é. A música representa uma grande porcentagem da cultura de um povo. O que a gente se torna tem a ver com música. E Lourival tem essa força. Precisamos mostrar isso para as pessoas. A importância desse show é mostrar um pouquinho mais o que a gente é e de onde veio esse sentimento", ressalta.

Serviço

Concerto em homenagem aos 100 anos do maestro Lourival Oliveira
Nesta terça-feira (19), às 20h
Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu - avenida Boa Viagem, s/n)
Entrada gratuita

Veja também

Série ‘Hermeto 85-Vida em Sinfonia’ celebra vida e carreira de Hermeto Pascoal
Música

Série ‘Hermeto 85-Vida em Sinfonia’ celebra vida e carreira de Hermeto Pascoal

Após o Brasil superar 500 mil mortos por Covid-19, artistas postam #ForaBolsonaro
Manifestação

Após 500 mil mortos por Covid-19, artistas postam #ForaBolsonaro