'Os farofeiros' chega aos cinemas com Cacau Protásio e Danielle Winits no elenco

Dirigido por Roberto Santucci, filme chega aos cinemas com trama pouco original, mas que garante alguma diversão

Colegas de trabalho decidem passar feriadão juntos na praia e caem numa roubadaColegas de trabalho decidem passar feriadão juntos na praia e caem numa roubada - Foto: Divulgação

"Os farofeiros", que chega nesta quinta-feira (8) às salas de cinema do Brasil, reúne todos os ingredientes de uma comédia nacional "arrasa-quarteirões". Atores famosos na TV, piadas escatológicas e personagens caricatos fazem parte da fórmula que o diretor Roberto Santucci sabe conduzir como ninguém. Responsável por grandes sucessos de bilheteria, como "Até que a sorte nos separe", "De pernas pro ar" e "Loucas pra casar", o cineasta recorre aos mesmos elementos de sempre em seu novo filme - pouco original, porém, divertido.

Leia também:
Comédia até nos bastidores de 'Os farofeiros'
Durante pré-estreia de 'Os Farofeiros', Cacau Protásio esclarece: "Não estou montando projeto nenhum com Jojo Todynho"
Whindersson, Tom Cavalcante, Tirullipa e De Luca juntos em comédia
'Pantera Negra' só perde para 'O Despertar da Força' após dez dias da estreia


O longa-metragem ganha alguns pontos com o público ao trazer um enredo que pode gerar identificação, já que parte de uma situação vivida por muitos dos espectadores. Colegas de trabalho, Lima (Maurício Manfrini), Alexandre (Antônio Fragoso), Rocha (Charles Paraventi) e Diguinho (Nilton Bicudo) decidem passar o feriadão juntos, com suas respectivas famílias, na praia. A viagem, no entanto, acaba se transformando numa tremenda furada, com direito a engarrafamento quilométrico, casa caindo aos pedaços, ataque de mosquitos e praia lotada.



A premissa simples é o ponto de partida para um festival de cenas que parecem recicladas de outras produções do gênero. O tom é de programa televisivo escrachado, com suas apelações costumeiras: mulher bonita de biquíni, "barraco" entre os personagens e comédia pastelão. O resultado não poderia ser outro que não o riso fácil. Os poucos momentos em que o filme tenta ser mais reflexivo, aliás, são desastrosos e não saem do sentimentalismo rasteiro.

Embora sem muita profundidade, os personagens são cativantes. O núcleo feminino, em especial, garante boa parte das risadas. Cacau Protásio e Danielle Winits divertem com dois tipos antagônicos: a suburbana desbocada e a dondoca de classe média com "nariz em pé". Também estão no elenco Aline Riscado, Elisa Pinheiro, além de participações como as Felipe Roque e Alice Borges.

É ao exercitar a metalinguagem que o longa mostra sua faceta mais interessante, quando coloca na fala de uma de suas protagonistas algumas das críticas normalmente disparadas contra as comédias nacionais. Não se levar a sério parece ser a chave para o filme fazer o espectador ignorar os deslizes, sentar na cadeira e apenas se divertir.

Cotação: Regular

Veja também

Veja os melhores aplicativos para baixar e-books gratuitos
Tecnologia e games

Veja os melhores aplicativos para baixar e-books gratuitos

Victória Villarim é eliminada em votação relâmpago de 'A Fazenda'
Reality

Victória Villarim é eliminada em votação relâmpago de 'A Fazenda'