A-A+

Otto e Shevchenko e Elloco se apresentam no coração de Olinda

Sobe ao palco ainda a banda Sambarasta, e os DJs Deb Lima e Rodrigo Porto. A estrutura será montada na Sede do Patusco.

Otto faz show neste domingo em OlindaOtto faz show neste domingo em Olinda - Foto: Reprodução/Instagram

Em homenagem a cultura pernambucana com lineup comandado 100% por artistas da terra, a festa “Pode me chamar que eu vou” chega à sua terceira edição com ritmos para todos os gostos. Na programação, que tem início a partir das 11h e segue até às 17h do domingo (23), sobe ao palco o cantor Otto, com sua percussão e ciranda de maluco, o bregafunk com Shevchenko e Elloco, e ainda Sambarasta, e os DJs Deb Lima e Rodrigo Porto. A estrutura será montada na Sede do Patusco. Os ingressos custam R$130.

Leia também:
Gente é para brilhar: as tendências para o Carnaval 2020
Galo gigante está de pé para o Carnaval 2020


Este ano, a estrutura foi repensada para que o bloco ficasse mais próximo do folião e com clima de festa de rua e não de camarote, aos pés das ladeiras de Olinda, há 500 metros do Mercado do Eufrásio. Para valorizar ainda mais o que é produzido em Pernambuco, o open bar do bloco será de cerveja Ekäut.

Segundo Paulo Breno, um dos nomes à frente do agito, a ideia é preservar a identidade alternativa que o bloco construiu, mas também diversificar e abrir o bloco para outros públicos, devido a diversidade apresentada nas atrações.

Os ingressos custam R$130 e estão à venda na Bilheteria Digital, no site www.vamoz.com.br e no site oficial do evento www.podemechamarqueeuvou.com.br.

Serviço
Domingo, 23 de fevereiro, a partir das 11h
Na Sede do Patusco (Rua Santa Tereza, 119)
Ingressos: R$ 130

Veja também

Musical 'A menina Akili e seu tambor falante' tem sessões online
Infantojuvenil

Musical 'A menina Akili e seu tambor falante' tem sessões online

Governo do DF tenta trazer de volta ao Brasil acervo de Lucio Costa referente ao projeto de Brasília
História de Brasília

Governo do DF tenta trazer de volta ao Brasil acervo de Lucio Costa referente ao projeto de Brasília