Cultura+

Paul McCartney processa Sony para recuperar direitos dos Beatles

Artistas podem recuperar os direitos de suas obras 35 anos depois de sua primeira edição

Paul McCartney Paul McCartney  - Foto: Bertrand Guay/AFP

Paul McCartney entrou na quarta-feira (18) com uma ação em Nova York contra a Sony ATV Music Publishing para recuperar os direitos autorais de algumas canções dos Beatles, em uma batalha que pode ter importantes consequências para a indústria discográfica.

Segundo a legislação americana de proteção dos direitos autorais de 1976, os artistas podem recuperar os direitos de suas obras 35 anos depois de sua primeira edição, ou até 56 anos para obras anteriores a 1978.

Em 2018 serão completados 56 anos desde que os Beatles editaram seu primeiro single, "Love me do".

De acordo com o processo, McCartney havia solicitado à Sony ATV Music Publishing que reconhecesse as notificações dos Beatles de que planejava terminar com os contratos sob a legislação americana, mas que "se negaram a dar tal confirmação".

Veja também

Depp afirma que acusações de agressão feitas por Heard são 'ultrajantes'
Julgamento

Depp afirma que acusações de agressão feitas por Heard são 'ultrajantes'

Bolshoi Brasil traz espetáculos, pré-seleções e workshops ao Recife
Dança

Bolshoi Brasil traz espetáculos, pré-seleções e workshops ao Recife