Percussão como protagonista em álbum da pernambucana Lara Klaus

Baterista, educadora, musicoterapeuta e vocalista lança o primeiro disco solo com show no Teatro Apolo

Artista quis deixar a zona de conforto, e fez arranjos das dez faixas do novo álbum, produzido em parceria com Tomaz AlvesArtista quis deixar a zona de conforto, e fez arranjos das dez faixas do novo álbum, produzido em parceria com Tomaz Alves - Foto: Divulgação

Ao contrário do que muitos podem pensar, nem só da percussão vive a pernambucana Lara Klaus. Pelo contrário, é também baterista, educadora, musicoterapeuta e vocalista. Se arrisca em tudo e lança, agora, seu primeiro álbum, "Força do Gesto", com show gratuito de estreia neste sábado, às 20h, no Teatro Apolo, com participação de Zé Manoel, Mavi Pugliesi e do grupo Maraca Arte, de músicos com síndrome de down.

Lara soube aproveitar o tempo - de uma vida - que passou por trás dos instrumentos, observando, aprendendo, analisando. “Passei por várias bandas e vários artistas e eu pude saber onde me colocar melhor, onde tocar, onde não tocar. Ouvir primeiro e aí me posicionar como musicista", revela. "Eu já compunha, mas era uma coisa a mais, eu nunca tinha apresentado para ninguém. Para o disco, eu comecei a pensar num repertório que usasse coisas que eu já tinha e outras que eu chamei alguns parceiros para desenvolver. Alguma ideia eu já tinha, um processo criativo de composição, mas para o disco isso ficou mais palpável, mais real”, explica.


Leia também:
Livro mostra os bastidores da criação musical
Sintonia d'Os Paralamas do Sucesso em show no Teatro Guararapes
Lívia Mattos aposta na liberdade da sanfona em seu novo álbum


Os desafios, para ela, estão em se colocar fora de sua zona de conforto. "Estar ali atrás de um instrumento você não tem tanta responsabilidade de falar sobre aquilo. Claro que tocando você tem uma mensagem, de qualquer forma, mas agora estou a frente de um projeto, falando por ele, e isso é meio desafiador”, admite. “Mas a experiência é ótima e tem ajudado a abrir outros caminhos na música, a me colocar num papel de liderança e desenvolver isso em mim”, reconhece a artista.

No disco, fica claro o cuidado instrumental nas batidas e sonoridades, para além dos vocais e das letras. “O disco, produzido por mim e Thomas Alves, foi todo arranjado por mim em colaboração com os músicos que participaram. Tudo partiu das minhas ideias, de arranjos, composições e formatação das músicas como consequência do meu trabalho como instrumentista”, diz.

“As canções acabaram nascendo da percussão, priorizando e pensando a música a partir da percussão e não usando-a como instrumento que está ali só acompanhando. Eu quero trazer a percussão mais como protagonista, por mais que ela entre e saia, ela está bem colocada. Quis priorizar o equilíbrio dos instrumentos, os timbres”, se orgulha.

"Quando comecei a produzir eu não tinha uma ideia exata do que se tornaria o disco, mas, ao mesmo tempo, na medida em que eu fui produzindo tudo eu vi que tinha um discurso que se parecia, as músicas conversavam entre si”, conta. “Por isso o disco acabou se chamando a ‘Força do Gesto’, porque me preocupo muito da gente colaborar com outros, valorizar a experiência. É sempre muito importante para mim falar disso como educadora e fazer com que essa troca exista. Acabou que o disco veio a partir dos meus valores pessoais e pensando na minha responsabilidade no mundo”, acredita a artista. “‘Força do Gesto fala disso, de ser importante agir e olhar para o outro e partir para a mudança”

E não pense que "Força do Gesto" vai ficar restrito à divulgação nacional. Dentro de seu outro pojeto, Ladama, em que Lara, juntamente a outras três mulheres, forma um grupo musical, do selo Six Degrees Records, que leva música a diversas partes do mundo. "Pretendemos lançar meu disco no mundo inteiro, mas, por enquanto, eu ainda não tenho data de show em outros locais”, diz. “Mas pretendo sim, pretendo fazer, e o fato de eu estar no Ladama facilita isso do disco chegar em mais pessoas”, opina a percussionista.

Serviço
Show de lançamento "Força do Gesto", de Lara Klaus
Rua do Apolo, 121
Sábado (10), às 20h
Entrada Gratuita
Informações: 3355-3320
CD "Força do Gesto": R$ 15, a venda no local

Veja também

Mauricio de Sousa celebra 60 anos de Cebolinha: 'Orgulhoso pelo filho que eu criei'
Quadrinhos

Mauricio de Sousa celebra 60 anos de Cebolinha: 'Orgulhoso pelo filho que eu criei'

Artes visuais: como curadores e galeristas escolhem novos talentos no Recife
Artes Visuais

Artes visuais: como curadores e galeristas escolhem novos talentos no Recife