A-A+

Pernambucana é destaque no 36º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

O livro 'Negra Sou: a ascensão da mulher negra no mercado de trabalho', da jornalista Jaqueline Fraga, recebeu menção honrosa na categoria Grande Reportagem

Jaqueline FragaJaqueline Fraga - Foto: Guga Renato/Divulgação

A jornalista pernambucana Jaqueline Fraga, repórter da Folha de Pernambuco, está entre os destaques do 36º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. Seu primeiro livro, “Negra Sou: a ascensão da mulher negra no mercado de trabalho” recebeu menção honrosa na categoria Grande Reportagem.

Lançada na Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, em outubro, a obra traz uma série de reportagens especiais com mulheres negras que atuam em áreas profissionais valorizadas no país, como direito, engenharia, medicina, militar e odontologia.

Em 2016, o projeto online que deu origem ao livro-reportagem foi um dos vencedores do Prêmio Antonieta de Barros – Jovens Comunicadores Negros e Negras, promovido pelo Ministério da Justiça.

Leia também:
Vida e obra de Manuel Eudócio são tratadas em livro
Alemã tenta resgatar relação com seu país em livro


O Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo é concedido pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), organização não governamental com sede no Rio Grande do Sul. A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 10 de dezembro, em Porto Alegre, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Veja também

Arma disparada por Alec Baldwin era usada para tiro ao alvo fora do set
Alec Baldwin

Arma disparada por Alec Baldwin era usada para tiro ao alvo fora do set, com munição real

Alec Baldwin decide cancelar outros projetos após morte em set de filmagem
Tragédia no Set

Alec Baldwin decide cancelar outros projetos após morte em set de filmagem