'Playboy' não será mais vendida nas bancas

Revista 'Playboy' passa a ter publicação anual voltada para colecionador. Dessa forma, o número de exemplares será limitado, impressos por encomenda

Luana Piovani estampou capa da nova fase da revistaLuana Piovani estampou capa da nova fase da revista - Foto: Reprodução

Ícone da publicação voltada para o público adulto, a revista "Playboy" deixará de ser vendida nas bancas de jornal. A PBB Editora Ltda, que comprou os direitos de publicação da revista no Brasil há dois anos, confirmou o novo modelo de circulação.

"A PBB Editora Ltda informa que reduzirá a publicação da edição imprensa a um exemplar de colecionador por ano -que será on demand, ou seja, números limitados impressos por encomenda", informou em comunicado enviado à imprensa.

A empresa esclarece que a edição do fim do ano passado, com coelhinhas na capa, foi a última revista impressa ainda no antigo modelo: "Assim sendo, a edição de verão, lançada no final de 2017, põe fim a era da revista na banca e abre espaço para empenharmos nosso trabalho em outras frentes".

O presidente da marca no Brasil, Marcos de Abreu, atribui a nova gestão da "Playboy" à crise que atravessa o mercado: "A 'Playboy' é uma marca com várias décadas, mas também é uma marca dos tempos atuais. O mercado de revistas impressas atravessa uma crise sem precedentes ao redor do mundo e necessita de uma readequação ao mundo digital junto aos leitores e anunciantes".

Leia também:
'Playboy' vende revista de Luana Piovani por um centavo
Jared Leto vai viver fundador da Playboy nos cinemas
Hugh Hefner, fundador da Playboy, morre aos 91 anos

A reportagem do UOL apurou que a editora ainda estuda o mês de publicação deste único exemplar anual para colecionadores, que deverá ser em agosto.
A PBB Editora pretende levar aos leitores uma revista mais ampla e que esteja inserida nos novos tempos digitais. Sendo assim, a decisão marca uma ruptura na forma como a "Playboy" era publicada há mais de 40 anos no Brasil.

Os consumidores da "Playboy" encomendarão a revista pelo site, que após ser impressa na gráfica será entregue nas casas dos leitores. A revista já não era publicada mensalmente após ser adquirida pela PBB Editora, que passou a vendê-la em frequência bimestral em seu terceiro mês de circulação.

Novo ciclo


A "Playboy" do Brasil deu início a um novo ciclo em abril de 2016, quando voltou ao mercado após quatro décadas de publicação pela editora Abril. O primeiro exemplar desta nova fase teve na capa a atriz Luana Piovani, que aceitou posar nua pela primeira vez. 

A revista "Playboy" apresentou um novo conceito editorial em que o nu frontal passou a ficar a critério das musas de capa. No caso de Piovani, ela se despiu totalmente para as fotos - inclusive foram feitos registros de nu frontal da atriz.

Outra mudança foi em relação aos cachês, que deixaram de ser pagos para as mulheres que aceitaram fazer dos ensaios de capa. Desde que passou a ser publicada pela PBB Editora Ltda, a "Playboy" trouxe nas capas musas como Juju Salimeni, Letícia Datena, Fluvia Lacerda, Renata Longaray -além de Piovani.

Escândalos

No ano passado, o ex-publisher e vice-presidente da marca André Sanseverino se viu envolvido em um escândalo ao ser acusado de assédio sexual. O processo ainda corre na Justiça.

Segundo reportagem do "Fantástico", ele e Marcos Aurélio de Abreu teriam prometido oportunidades de trabalho durante um evento em Florianópolis, em agosto de 2016. Eles juraram fama e sucesso em troca de fotos nuas e sexo.

O caso culminou com o afastamento de Sanseverino da "Playboy" no Brasil. Na ocasião, Sanseverino se defendeu: "Não assediei ninguém. Levei um susto quando há uma semana soube da acusação. Não sabia de processo nem fui intimado para depor em delegacia nenhuma. A imprensa que me informou do caso na véspera do feriado de Tiradentes e perdi o chão. O estrago na minha imagem está sendo gigantesco desde que tudo isso veio à tona, mas vou buscar justiça".  

Veja também

Claudia Leitte terá trio elétrico nos Estados Unidos e comandará Carnaval no país em 2021
famosos

Claudia Leitte terá trio elétrico nos Estados Unidos e comandará Carnaval no país em 2021

Manifesto com Chico Buarque quer aproximar autores de língua portuguesa
artistas

Manifesto com Chico Buarque quer aproximar autores de língua portuguesa