Poesia e subjetividade permeiam o primeiro álbum de Tauã

"Ã" foi viabilizado e produzido pelo estúdio Malunguim e contou com participações especiais de Thiago Martins, Joana Knobbe e o percussionista Joás Santos

Casinha do Cajueiro na praia de CatuamaCasinha do Cajueiro na praia de Catuama - Foto: Divulgação

O produtor cultural e músico Tauã Pinheiro lançou na última quarta-feira (14) nas plataformas digitais, o single "Cajueiro", o hino do seu primeiro álbum, "Ã", segundo o próprio autor.

Em parceria com a Joinha´s Band, o disco começou a ser produzido em 2016, entrando em processo de gravação no ano passado. "A parceria com o Joinha´s Band começou na Casa do Cachorro Preto, em Olinda. Mostrei as músicas, lancei um livro independente. Desse livro, comecei a pegar poesia minha e transformar em canção", conta Tauã. 

Leia também:
'Mundo Engano': Banda Eddie lança o sétimo álbum da carreira
Consumo de música na internet muda a forma de distribuição e lançamento de novos discos
Marco Polo Guimarães e Geraldo Maia lançam livros na Passa Disco



Video-making produzido por Lau, durante a pré-produçao do disco, na Casa do Cajueiro

"Ã" foi viabilizado e produzido pelo estúdio Malunguim e contou com participações especiais de Thiago Martins, Joana Knobbe (nascida em São Paulo, mas criada em Natal/RN) e o percussionista Joás Santos. "O 'Ã' é uma brincadeira que essa sílaba tem de gestos e sentidos", explica. 

Leia também: 
Musical 'Suassuna - O Auto do Reino do Sol' vence quatro Prêmios Shell-Rio
Single 'Mais Além' dá o tom do segundo álbum de Paes

Diante da perspectiva sonora, os poemas de Tauã foram transformados em sete faixas do álbum. "As letras têm um teor mais existencial, eu trato de começar a música a partir da poesia, tem muita subjetividade. Coisas que a gente vive, que a gente sente e solta. Não é político diretamente, mas é claro que todo discurso tem um viés de liberdade". 

O lançamento do álbum está previsto para ser em conjunto com o retorno da Casa do Cajueiro, no mês de maio.  

Joinha´s Band é um projeto composto pelos músicos Diego Drão (teclado), Daniel Fino (baixo) e Carlos Pérez (bateria).

Espaço Cultural no Litoral Norte
Há 30 anos a Casinha do Cajueiro faz parte do cenário paradisíaco da praia de Catuama, em Goiana, na Região Metropolitana do Recife. Porém, em 2015 a estrutura começou a ficar comprometida.  Pensando em reverter a situação, Tauã busca retomar o local como um novo espaço voltado para a criação artística por meio de vaquinha (financiamento coletivo). "Vai ser propício para oficinas, um canto de imersão para as pessoas produzirem, voltado para a criação, eventos minimalistas, para todo tipo de arte".

Para a Casinha do Cajueiro se transformar nesse espaço de troca de experiências e receber uma reforma significatava, é só acessar por meio do link www.catarse.me/catuama e contribuir. Tauã faz um apelo para que todos colaborem. "A campanha acaba no dia 31 de março, estamos com pouco menos de 50%, está uma guerrilha", revela.

Para quem colaborar, várias recompensas artísticas serão oferecidas, como as Ilustrações de Ceci Silva, Tatoo de Ianah Maia, kit cerâmica da Omnirá Cerâmicas e a pré-venda do álbum "Ã". 

Veja também

'Falta de educação', diz Paolla Oliveira em resposta a comentário sobre preenchimento labial
Famosos

'Falta de educação', diz Paolla Oliveira em resposta a comentário sobre preenchimento labial

MTV anuncia participação especial de Anitta no MTV EMA 2020
Premiação

MTV anuncia participação especial de Anitta no MTV EMA 2020