Poesia popular perde o mestre Orlando Tejo, autor de 'Zé Limeira, o Poeta do Absurdo'

Escritor faleceu neste domingo (1º), em sua residência, no Recife. Sepultamento será nesta segunda-feira (2), em João Pessoa

Astier Basílio e Orlando Tejo, brincando em imagem do início dos anos 2000Astier Basílio e Orlando Tejo, brincando em imagem do início dos anos 2000 - Foto: Reprodução / Facebook

O poeta, folclorista e jornalista Orlando Tejo faleceu na madrugada deste domingo (1º), no Recife. Ele tinha 83 anos e sofria da doença de Alzheimer há 15. A causa do falecimento, segundo a família, foi uma pneumonia que agravou uma insuficiência pulmonar crônica.

Tejo deixa três filhos e um neto, e seu sepultamento ocorre em João Pessoa, na Paraíba, na manhã desta segunda-feira (2). Ele era natural de Campina Grande, também na Paraíba, mas morava há muitos anos no Recife.

Autor de várias obras, ele ficou conhecido pelo livro "Zé Limeira, Poeta do Absurdo", de 1973, que inspirou gente como o poeta paraibano Astier Basílio e o músico pernambucano Siba Veloso

Leia também:
Cepe lança livros e homenageia Raimundo Carrero na Flip
Escritora Bartyra Soares lança livros de conto e de poesia

 

"Nos despedimos não só do autor do genial livro que desarrumou fronteiras entre a ficção e a fábula. Tejo foi uma das almas mais generosas que por aqui veio, um poeta que guardou dentro do bigode em forma de sorriso uma criança brincalhona e feliz. Que Deus conforte Cristiana, Tejinho e Xandoca, irmãos que a vida e a poesia me deu", escreveu Astier, em sua página pessoal nas redes sociais.

   Inspiração musical

Já Siba se inspirou em Tejo para escrever a letra de "Se Zé Limeira sambasse maracatu", música lançada em seu disco de 1996. "Zé Limeira era um cantador de viola negro, do início do século passado. Tinha um estilo surrealista bem particular, e Orlando fez seu livro com base nas histórias dele e na própria imaginação. Eu tinha uma admiração enorme por Orlando e fiquei muito triste com a notícia de sua partida. É lamentável o mau costume dos brasileiros de não cultivar nossa própria história. Poucos falam dele, apesar da importância de sua obra", disse ele à reportagem da Folha de Pernambuco.


No domingo (1º), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), divulgou nota de pesar. "Quero apresentar meus sinceros sentimentos de pesar pela morte do jornalista, ensaísta e poeta Orlando Tejo. Sua longa produção intelectual expressa a importância para a cultura de Pernambuco e do Nordeste, especialmente por sua obra seminal 'Zé Limeira – Poeta do Absurdo'", diz o texto.

 

Veja também

Bate-papo sobre bastidores do JGE + peça online no penúltimo dia do festival , esta quarta (27)
JGE

Bate-papo sobre bastidores do JGE + peça online no penúltimo dia do festival , esta quarta (27)

Jane Fonda receberá prêmio honorário do Globo de Ouro por seu ativismo social
Prêmio

Jane Fonda receberá prêmio honorário do Globo de Ouro por seu ativismo social