Televisão

Prato principal: chef Rodrigo Oliveira conquista vaga de jurado fixo no "Masterchef Brasil"

Rodrigo chegou à 10ª temporada do "Masterchef Brasil" para substituir temporariamente Henrique Fogaça

Chef Rodrigo Oliveira, do "Masterchef Brasil"Chef Rodrigo Oliveira, do "Masterchef Brasil" - Foto: Divulgação/Band

A chegada ao “Masterchef Brasil” rejuvenesceu Rodrigo Oliveira. O paulistano de 42 anos tem uma longa trajetória na gastronomia. Mas, como jurado recém-chegado do talent show, ele confessa que tem se sentido um estagiário diante dos colegas que contam com mais tempo de casa, como Helena Rizzo e Eric Jacquin. A experiência no programa de tevê tem trazido novos ensinamentos a um dos maiores representantes e grande estudioso da gastronomia do Nordeste brasileiro. “Voltei uns 20 anos no tempo. Estou aprendendo muito sobre a dinâmica da tevê. É um show à parte, né? A gente vê muita dinâmica diferente aqui e assuntos que não estão no dia a dia de uma cozinha profissional. Então, a gente estuda bastante e troca muita ideia”, explica.

Rodrigo chegou à 10ª temporada do “Masterchef Brasil” para substituir temporariamente Henrique Fogaça. O veterano retornará para as outras duas edições deste ano: “Masterchef Profissionais” e “Masterchef+”. Rodrigo, que chegou a participar do programa como convidado especial em outros anos, deseja construir uma trajetória independente na produção gastronômica.

“O Fogaça tem uma persona gigante. A gente se conhece de outras vidas. Chego para trazer um universo completamente diferente, mostrar minhas origens e por onde caminhei na gastronomia. Minha forma de enxergar a cozinha”, aponta.

Bastante à vontade no papel de jurado e avaliando os atuais cozinheiros amadores, Rodrigo também já enfrentou a adrenalina de uma competição gastronômica. Ele esteve no “Iron Chef Brasil”, que está disponível para os assinantes da plataforma Netflix. Na produção comandada por Fernanda Souza e Andressa Cabral, um time de promessas da cozinha brasileira enfrenta nomes já consagrados da gastronomia nacional. “Foi bom para entender o que é a pressão, o controle do tempo e se entender com tantos ingredientes. Tudo isso sem a chance de errar. Mas o ‘Masterchef’ é bem singular. Fiquei muito confortável com o convite para ser jurado porque já entendia a energia boa dessa cozinha. É um ambiente de excelência”, valoriza.

Fora dos estúdios do “Masterchef”, Rodrigo está à frente do Mocotó, um restaurante de cozinha sertaneja que carrega a história de sua família. O estabelecimento foi aberto em 1973 pelo seu pai, Zé Almeida. Desde então, a casa cresceu e hoje mostra o melhor da cozinha do sertão para pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo.

“Sonho um dia ter um restaurante que rode tão bem quanto o ‘Masterchef’. Na cozinha, você até tem um planejamento, mas geralmente nada sai como previsto. O ‘Masterchef’ é um show ao vivo. Feliz de participar de um programa amplia o alcance de conteúdo gastronômico. O programa democratizou o entendimento de certos jargões, ingredientes e conteúdo”, vibra.

“Masterchef Brasil” – Terça, às 22h30, na Band, e reprise por streaming no HBO Max.

Veja também

Sertanejo Chrystian, ex-dupla de Ralf, é hospitalizado e quadro exige repouso imediato
cantor

Sertanejo Chrystian, ex-dupla de Ralf, é hospitalizado e quadro exige repouso imediato

Ex-Pânico Carlinhos Mendigo vai ficar preso por 30 dias, determina Justiça
Carlinhos Mendigo

Ex-Pânico Carlinhos Mendigo vai ficar preso por 30 dias, determina Justiça

Newsletter