Pré Amp divulga bandas selecionadas para edição 2019 do festival

O festival acontece nos dias 22 e 23 de fevereiro e terá entre os homenageados o grupo Ave Sangria

Identidade visual do Pré Amp 2019Identidade visual do Pré Amp 2019 - Foto: Divulgação

Cassi Oli (Igarassu), Siba Carvalho (Olinda), Caboclo Mestiço (Olinda), Djanira (Recife), Rasga Mortalha (Caruaru), Os Cafuçu (Garanhuns), LuaMarte (Vitória de Santo Antão), Ednardo Dali e Alysson Slam de São José do Egito são os dez músicos anunciados para a edição 2019 do Pré Amp, em coletiva realizada nesta sexta-feira (1º) no espaço Sinspire, Bairro do Recife. O evento é gratuito e será realizado nos próximos dias 22 e 23 de fevereiro em palco montado no Cais da Alfândega.

O festival, que entra em sua 16ª edição, contemplou bandas das regiões do Agreste, Sertão, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife (RMR), recebendo pouco mais de 180 inscrições. Entre os dez selecionados, os três primeiros colocados voltarão para apresentações no Carnaval do Recife, além de show no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), para a banda campeã e a gravação de um clipe ao segundo colocado.





Leia também:
Festival Pré Amp está com inscrições abertas para sua 15ª edição
Cordel, Ave Sangria e Baco agitam a 4° edição do Guaiamum Treloso Rural 2019

Além da extensão das inscrições para músicos de todas as regiões do Estado, este ano o Pré Amp também trouxe como novidade homenageados por categoria, e na modalidade música o Ave Sangria foi o contemplado. “É uma honra ter sido lembrado neste festival, e é muito bom estar voltando para fazer shows, a expectativa é muito boa para o novo disco ‘Vendavais’ com inéditas, escritas no período entre 1972 e 1974 e que não foram gravadas antes. É a sonoridade daquela época transplantada para o momento atual”, contou Marco Polo, integrante do grupo, em entrevista à Folha de Pernambuco.

Fecham a noite da sexta-feira (22), Fred Zero Quatro e sua Mundo Livre S/A e no sábado (23) é a vez dos homenageados da Ave Sangria se apresentarem no palco do Cais da Alfândega.

Palco Escola - Oficinas, Workshops e Palestras
Além de toda a pegada musical que o Festival Pré Amp carrega, o intuito de focar em direcionamentos voltados para aprendizados, continua com força nesta 16ª edição do evento. Oficinas, workshops e debates integram a programação. 

Entre as oficinas, roadie e direção de palco, sonorização e iluminação para shows e técnica vocal. Já os workshops vão tratar sobre input list, passagem de som e coordenação de backstage, entre outras temáticas e ficará a cargo do DJ Dolores ministrar palestra sobre música e tecnologia.

"As oficinas serão realizadas no Compaz e a ideia é abranger desde os jovens até pessoas de mais idade. A maioria dos alunos da oficina de roadie, por exemplo, são absorvidos pelo Carnaval do Recife e já entram na prática dos ensinamentos. Além do que, todos eles participam do festival", comentou Fábio Cavalcante, integrante da produção do festival, que teve à frente de sua identidade visual o ilustrador olindense Luiz Ribeiro.




Veja também

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal
Polêmica

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal