Pré-réveillon no Paço do Frevo atraiu recifenses e turistas ao Recife Antigo

Apresentação do Spok Quinteto foi realizada em palco aberto ao ar livre e encerrou a temporada 2016 da Hora do Frevo

Hely Ferreira, professor e cientista políticoHely Ferreira, professor e cientista político - Foto: Kleyvson Santos / Folha de Pernambuco

Com apresentação do Spok Quinteto, o Paço do Frevo encerra a temporada 2016 do Hora do Frevo - evento que ocorre todas as sextas-feiras, ao meio dia. Desta vez, foi montado um palco na rua, entre o Paço e a praça do Arsenal, e o evento atraiu muita gente, entre turistas e recifenses. A médica Daniela Passos e a auditora Neide Albuquerque são assíduas frequentadoras do espaço e são exemplo de que o Paço atingiu seu principal objetivo na Cidade: dar ao recifense o sentido de pertencimento em relação ao frevo.

Segundo o gerente geral do Paço do Frevo, Eduardo Sarmento, o projeto Hora do Frevo tem recursos garantidos para execução até maio do ano que vem, já que foi vencedor do Prêmio Funarte de Programação Continuada, do Ministério da Cultura. Em 2016 realizou 25 apresentações, reunindo grandes nomes da música instrumental, em performances gratuitas, destacando-se shows como o encontro de cordas brasileiras, com a participação de Bráulio Araújo, Hélio Silva, Renato Bandeira e Luciano Magno, e o encontro de pianistas que reuniu o Mestre Zé Gomes com a revelação Amaro Freitas.

Paço

 O Paço do Frevo reabre em 2017 a partir do dia 3 de janeiro, de terça (dia gratuito) a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 14h às 18h. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia-entrada). O Paço fica à Praça do Arsenal da Marinha, s/nº, Bairro do Recife. Informações: (81) 3355-9500 e http://www.pacodofrevo.org.br/programacao.

 

Veja também

Fogo na Cinemateca pode ter extinguido memória de políticas públicas do cinema
CINEMA NACIONAL

Fogo na Cinemateca pode ter extinguido memória de políticas públicas do cinema

Mario Frias diz que solicitou perícia para verificar se incêndio na Cinemateca foi criminoso ou não
CINEMATECA

Mario Frias diz que solicitou perícia para verificar se incêndio na Cinemateca foi criminoso ou não