Projeto musical da Fundaj vai levar aprendizado para a região Zona da Mata

As escolas municipais Tereza de Jesus do Nascimento (Lagoa de Itaenga) e João Felipe (Gameleira), foram selecionadas para receberem o 'Projeto Música Nas Escolas'

Fundaj DerbyFundaj Derby - Foto: Cristiana Dias/Arquivo Folha

Para introduzir o aprendizado musical no ambiente escolar, a Diretoria de Memória, Cultura, Educação e Arte, da Fundação Joaquim Nabuco, irá viajar nesta terça (17) e quarta-feira (18) para dois municípios da Zona da Mata Norte e Sul de Pernambuco: Lagoa de Itaenga e Gameleira, respectivamente.

As escolas municipais Tereza de Jesus do Nascimento, em Lagoa de Itaenga, e João Felipe, em Gameleira, foram selecionadas para receberem o “Projeto Música Nas Escolas”. A iniciativa terá o apoio da Banda Sinfônica do Paulista, que apresentará uma aula espetáculo.

“Essa ação partiu da Diretoria de Planejamento (Diplad), ressaltando a integração que existe entre os diversos setores desta Fundação. Conseguimos usar um princípio não tão positivo, como essa baixa avaliação do Ideb, para promover, juntos, algo tão assertivo. A música é um instrumento de redução de desigualdades, de transformação, e não tem quem aponte algo contrário a essa aproximação”, contou a coordenadora do Educativo do Museu, Edna Silva.

Leia também:
Celebração natalina da Fundaj reuniu religião, arte e cultura
Fundaj promove seminário em homenagem a Gilberto Freyre e Cabral de Melo Neto


O projeto tem o objetivo de democratizar o acesso à música instrumental sinfônica e erudita, ao mesmo tempo em que se mistura com a cultura pernambucana. Os encontros desta semana, devem atingir crianças do primeiro ao nono ano do Ensino Fundamental.

"Levar música às escolas é proporcionar aos alunos um mundo mais amplo, onde a música, além de criar laços e favorecer o raciocínio lógico, se faz uma oportunidade profissional", ressalta o maestro da Banda Sinfônica de Paulista, Esli Lino, responsável pelo concerto-aula.

Muhne360º

As visitas também terão o apoio do Educativo do Museu do Homem do Nordeste que apresentará para os pequenos as estrutura do Muhne e do Engenho Massangana, através de realidade virtual reproduzida em equipamentos de óculos VR. “Se o Museu consegue chegar nesses municípios, consegue ir a qualquer lugar. Essa é uma viagem com imersão ao Muhne, e essas crianças poderão vivenciar nossos espaços, através de uma técnica desenvolvida pela própria Fundação”, finalizou Edna.

Veja também

Flaviola, ícone da psicodelia pernambucana, morre de Covid-19
Luto

Flaviola, ícone da psicodelia pernambucana, morre de Covid-19

Morre, aos 56, o baterista Flávio Guaraná, do bloco Quem tem Boca Vaia Roma
LUTO

Morre, aos 56, o baterista Flávio Guaraná, do bloco Quem tem Boca Vaia Roma