História em Quadrinhos

Quadrinistas pernambucanos realizam live sobre censura

Coletivo Tereza de Cultura com Thiago Modenesi, Bruno Alves, Dandara Palankof, Roberta Cirne, Luciano Félix e Amaro Braga Jr. promove live na próxima segunda

Luciano Félix faz parte da equipe do Mistiras, com Stéphanie Villas-Bôas e Ary Santa Cruz NettoLuciano Félix faz parte da equipe do Mistiras, com Stéphanie Villas-Bôas e Ary Santa Cruz Netto - Foto: Divulgação
Criado em homenagem a recém-falecida artista plástica pernambucana Tereza Costa Rêgo, o Coletivo Tereza de Cultura vem promovendo, semanalmente, lives que abordam as mais variadas representações culturais. 
 
Na próxima segunda, 21 de setembro, o coletivo vai debater a relação entre os quadrinhos e a censura com Thiago Modenesi, Bruno Alves, Dandara Palankof, Roberta Cirne, Luciano Félix e Amaro Braga Jr. no canal do YouTube do Coletivo a partir das 19h.
 
 
Todos os participantes são quadrinistas pernambucanos ou atuam na área dos quadrinhos. Thiago Modenesi é Doutor em Educação, Professor Universitário, autor de livros sobre história em quadrinhos e Editor na Quadriculando Editora; Bruno Fernandes Alves é quadrinista, Arte/Educador, Mestre em Comunicação e Doutorando em Teoria da Literatura. Professor das disciplinas de Arte/Educação e Histórias em Quadrinhos e Educação do Departamento de Educação da UFRPE; Dandara Palankof é jornalista e tradutora com foco em histórias em quadrinhos, Mestre em Comunicação pela UFPB, é também coeditora da revista Plaf, voltada para o mundo da nona arte; Roberta Cirne é Licenciada em Educação e Artes Plásticas, pesquisadora histórica, ilustradora, foi a primeira artista de HQs a lançar um quadrinho na história da Academia Pernambucana de Letras e a primeira escritora de um livro de realidade fantástica reunindo todas as assombrações de Recife e Pernambuco contando suas próprias histórias.
 
Live reúne quadrinistas pernambucanos
 
Já Luciano Félix é Formado em Lic. em Des. e Plástica pela UFPE (2000), ganhou vários prêmios em salões de humor Brasil afora, nos quadrinhos, colaborou para a Mad, participou do MSP50, de As Histórias do Recife Assombrado, Mistiras e criou o personagem Wander/Batmorcego e o selo Quadrel, pelo qual une quadrinhos com as rimas da literatura de cordel; Amaro Braga é quadrinhista e pesquisador . Professor do Instituto de Ciências Sociais da UFAL.
 
 
 
 

 

 

Veja também

Globo Filmes apresenta ações de fomento à diversidade no audiovisual
Audiovisual

Globo Filmes apresenta ações de fomento à diversidade no audiovisual

Poliana Abritta rebate comentário de Robinho sobre feminismo
notícias

Poliana Abritta rebate comentário de Robinho sobre feminismo