Recifest anuncia vencedores da sua quarta edição

Nena Cajuína e Antes da Encanteria foram os escolhidos deste ano

Palácio do Campo das PrincesasPalácio do Campo das Princesas - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O IV Festival da Diversidade Sexual e Gênero, conhecido como Recifest, divulgou os vencedores das mostras competitiva nacional e pernambucana deste ano. O curta "Nena Cajuína", de Almir Guilhermino, sobre a ex-prostituta que recebeu uma homenagem da câmara legislativa de Arcoverde, foi o escolhido do júri oficial. Já o cearense "Antes da Encanteria", de Elena Meirelles, Gabriela Pessoa, Jorge Polo, Lívia de Paiva e Paulo Victor Soares foi o escolhido entre os nacionais.

O júri ainda concedeu menções honrosas para "Transexualidade Masculina", de Lucio Souza, Emannuel Nascimento, Bianca Pereira e Giselle Cahú na mostra pernambucana e Ingrid, de Maick Hannder, entre os nacionais. O júri Federação Pernambucana de Cineclubes (Fepec) escolheu "Horizonte de Eventos" como melhor filme e deu menção honrosa para "O Chá do General".

Já o público consagrou o curta "Transexualidade Masculina" como o melhor filme do voto popular, entre os pernambucanos, e "O Chá do General" como melhor curta nacional.

O Recifest desse ano ainda prestou homenagens a nomes que militam pelas questões LGBT e de gênero como parte de suas vivências pessoais e profissionais. "O Troféu Rutílio" de Oliveira foi entregue a Maxwell Viñole, promotor de justiça que trabalha a favor de mais dignidade para a população LGBT. Quem também recebeu o prêmio foi o Sr. Avelino Fortuna, do coletivo Mães pela Diversidade, por sua luta contra a homofobia. Por fim, a empresária Maria do Céu foi agraciada com o troféu por sua defesa da causa LGBT no Recife há mais de 20 anos.

A quarta edição do festival ocorreu entre os dias 15 e 19 de novembro, no Cinema São Luiz, com lançamentos e apresentações de diversas expressões artísticas, além de fazer a estreia de "Divinas Divas", documentário de Leandra Leal sobre a primeira geração de artistas travestis do Brasil e "Amores Santos", sobre a relação de padres e pastores em sexo virtual.

O Recifest teve incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura Audiovisual. Confira a lista dos vencedores:

Prêmio do júri oficial
Melhor curta pernambucano - "Nena Cajuína"
Menção honrosa curta pernambucano - "Transexualidade Masculina"
Melhor curta nacional - "Antes da Encanteria"
Menção honrosa curta nacional - "Ingrid"

Prêmio do público
Melhor curta pernambucano - "Transexualidade Masculina"
Melhor curta nacional - "O chá do general"

Prêmio Fepec
Menção honrosa - "O chá do general"
Prêmio Fepec - "Horizonte de eventos"

Troféu Rutílio de Oliveira
Maria do Céu
Sr. Avelino Fortuna

Prêmio especial
Maxwell Viñole, promotor de Justiça

Veja também

Claudia Raia posa amordaçada e critica falta de respeito ao desejo e corpo da mulher
Famosos

Claudia Raia posa amordaçada e critica falta de respeito ao desejo e corpo da mulher

Centro Cultural Banco do Brasil promove mostra Macabro
Audiovisual

Centro Cultural Banco do Brasil promove mostra Macabro