Reverência e gratidão: Danilo Caymmi lança disco em homenagem a Tom Jobim

“Danilo Caymmi canta Tom Jobim” resgata 11 músicas do compositor carioca

Danilo Caymmi iniciou sua carreira musical ao lado do compositorDanilo Caymmi iniciou sua carreira musical ao lado do compositor - Foto: Divulgação

No início dos anos de 1950, Dorival Caymmi ouviu o novato Tom Jobim pela primeira vez no bar carioca Boca do Veloso (hoje conhecido como Garota de Ipanema) e ficou encantado com o talento de alguém tão jovem. “Já amava o Dorival quando escutava a rádio Mayrink Veiga. Ele cantava aquelas canções sobre o mar e eu, que era garoto, ficava perplexo diante de tanta beleza. Assim, fiquei admirando Dorival”, disse Tom sobre o episódio poucos meses antes da sua morte, em 1994, em entrevista ao jornalista Carlos Calado, para a Folha de São Paulo.

O fascínio imediato mútuo se tornou uma amizade de compadres anos mais tarde, que foi cristalizada no álbum “Caymmi visita Tom”, de 1964. A iniciativa do produtor musical Aloysio Azevedo buscava explorar a relação quase familiar entre os dois após o retorno de Jobim dos Estados Unidos. Reforçando o clima íntimo, Caymmi levou os filhos Nana, Dori e Danilo para abrilhantar a visita, oferecendo ao caçula, Danilo, sua primeira incursão no mundo da música.

“Eu era muito novo ainda, adolescente, foi até um convite inesperado por parte da minha família e do produtor Aloysio. Eu estava mais preocupado com a prova de química do que com a própria música. Acho que isso ajudou muito porque não projetei o tamanho do negócio que era gravar com Tom e papai, além de outros grandes músicos, a banda era feita dos melhores”, relembra. O músico tocou flauta no álbum e, por meio do instrumento, entrou para a Banda Nova de Tom Jobim em 1983, na qual tocou até o fim da vida do maestro, em 1994.

Para homenagear os 90 anos que o carioca teria feito, se vivo estivesse, o herdeiro de Dorival lançou “Danilo Caymmi canta Tom Jobim”, em que resgata 11 músicas do compositor. “Fui chamado por Paulinho Jobim para tocar na Banda Nova como flautista e nos ensaios ele falou para eu cantar uma música ou outra. Como um gênio da sensibilidade ele me descobriu como cantor. Eu cantava dois solos durante os shows: ‘Samba do Avião’ e ‘A Felicidade’. Ele era muito generoso”, comenta. Danilo também construiu sua carreira individual em paralelo e hoje já é nacionalmente conhecido pela voz grave de barítono.

Curiosamente, nenhuma das duas canções que o ajudou a se descobrir como cantor faz parte do repertório do disco, que traz faixas como “Luiza”, “Água de Beber” e “Ela é Carioca”, criteriosamente escolhidas a partir da relação afetiva do músico com as composições. “Entrei em transe no estúdio, na hora de gravar. Esse disco era algo que me cobravam há algum tempo e é especial porque vem do meu entendimento das músicas dele, que gostava muito de mim como intérprete. Essa chancela foi muito importante”, observou ele, sobre a aprovação de Tom, conhecido pela sua exigência.

As escolhas de Danilo fogem da obviedade não só por trazer títulos poucos explorados, como “As Praias Desertas” e “Derradeira Primavera”, como também por se arriscar em arranjos sem piano, um dos habituais companheiros de Tom, e bateria. “Não fiquei inseguro de não botar piano, foi uma coisa que aconteceu naturalmente, quando a gente viu estava sem. É um disco focado na interpretação”, explica Danilo, que usa apenas flauta e violão na maioria das faixas. O violoncelo surge ocasionalmente nos temas mais intensos, como em “Querida”.

Aos 68 anos de idade, o flautista ainda canta com a voz firme e aveludada em todo o disco e é acompanhado pela norte-americana Stacey Kent na alegre “Estrada do Sol”. “O mais importante para mim foi que minha irmã (Nana Caymmi) gostou, porque ela é uma grande cantora. Vê-la chorar de emoção ouvindo um disco novo meu é o maior prêmio”, concluiu, satisfeito com o trabalho.

Veja também

'Venha comigo se quiser viver', diz Arnold Schwarzenegger ao tomar vacina contra Covid-19
Vacina

'Venha comigo se quiser viver', diz Arnold Schwarzenegger ao tomar vacina contra Covid-19

Gusttavo Lima parabeniza Andressa Suita, e seguidores torcem por reconciliação
Celebridades

Gusttavo Lima parabeniza Andressa Suita, e seguidores torcem por reconciliação