Cultura+

Secretário da PGR quer que José de Abreu responda por ataques a Regina Duarte

Em uma postagem no Twitter, ele afirmou que iria 'desmascarar' a atriz

Ator José de AbreuAtor José de Abreu - Foto: Reprodução/ Instagram

O secretário de Direitos Humanos da Procuradoria-Geral da República, Ailton Benedito, enviou ofício ao Ministério Público Federal em São Paulo em que pede que se apure as críticas do ator José de Abreu a Regina Duarte, que deve assumir a Secretaria Especial da Cultura.

"José de Abreu ultrapassou os limites da liberdade de expressão", escreveu Benito no ofício.

"A ofensa a direitos humanos deve ser devidamente apurada sob a perspectiva da responsabilização na esfera cível, sem prejuízo de eventuais medidas criminais, a depender da iniciativa das vítimas individualizadas."

Leia também:
Bolsonaro diz que José de Abreu está 'massacrando' Regina Duarte
Lucélia Santos diz que Regina Duarte é mais comprometida com agronegócio que com as artes


Acusado de machista e misógino ao criticar Regina Duarte, o ator afirmou que vagina não transforma fascista em ser humano. "Eu sou radical. Estou num caminho sem volta."

Em uma postagem no Twitter, ele afirmou que iria "desmascarar" a atriz: "Lembra de quantos gays lhe tiraram rugas? Coloriram seus cabelos brancos? Criaram figurinos para esconder suas banhas?".

Abreu foi acusado de ser machista e misógino.

Nas redes sociais, Benedito assume posições contundentes contra a esquerda e temas como a chamada ideologia de gênero. É um defensor radical do Escola Sem Partido e diz que professor, em sala de aula, não tem direito à liberdade de expressão.

Veja também

André Mussalem exalta sonoridades brasileiras, com repertório autoral em novo disco
Música

André Mussalem exalta sonoridades brasileiras, com repertório autoral em novo disco

Sob regência do maestro Nenéu Liberalquino, Banda Sinfônica do Recife retorna aos palcos
Concerto

Sob regência do maestro Nenéu Liberalquino, Banda Sinfônica do Recife retorna aos palcos