'Segundo Sol' traz ao horário nobre armações, fugas e reviravoltas com os pés na areia

Escrita por João Emanuel Carneiro, nova novela das 21h se passa na Bahia e tem a missão de manter a alta audiência de 'O Outro Lado do Paraíso'

Emílio Dantas e Giovana Antonelli são os protagonistas de 'Segundo Sol'Emílio Dantas e Giovana Antonelli são os protagonistas de 'Segundo Sol' - Foto: Divulgação/TV Globo

As tramas praianas que falam dos amores impossíveis geralmente são apresentadas no horário das seis. João Emanuel Carneiro quis subverter esse hábito e trazer uma história mais densa - apesar dos pés na areia - na faixa das 21h. Em “Segundo Sol”, que estreia nesta segunda-feira (14), como substituta de “O Outro Lado do Paraíso”, o autor se divide entre Salvador, na Bahia, e a fictícia Boiporã.

Na história, Luiza, protagonista de Giovanna Antonelli, tem a vida revirada após a chegada de Miguel, interpretado por Emílio Dantas. Ele, na verdade, é Beto Falcão, um cantor de axé que via a carreira naufragar e decide assumir nova identidade quando um acidente o dá como morto. “A base são as relações pessoais e familiares. Todos temos a chance de um novo recomeço, de um segundo sol, e somos responsáveis por essas mudanças”, explica o autor.

Leia também:
'Segundo Sol': Luzia descobre que está grávida, mas encontra Karola procurando pelo noivo


Apaixonada por Miguel, Luiza sofre com as armações da dupla Karola e Laureta, de Deborah Secco e Adriana Esteves, respectivamente a namorada de Beto e uma produtora de eventos. Condenada a 30 anos de prisão pela morte do ex-marido, a protagonista foge e vai para a Europa. Seus filhos, Ícaro e Manuela, vividos na fase adulta por Chay Suede e Luísa Arraes, são criados por sua irmã Cacau, de Fabíula Nascimento. Duas décadas depois, ela retorna à Bahia como Ariella, uma conhecida DJ, disposta a reconquistar o que perdeu.

   Representatividade

A novela não estreou, mas já vem sendo questionada por conta da ausência de negros no elenco. Apesar da trama se passar na Bahia, com população majoritariamente negra, o folhetim tem seu elenco principal somente artistas brancos. A Globo prometeu rever essa questão na segunda fase da produção.

 

Veja também

Avoada promove live neste domingo (13)
Música

Avoada promove live neste domingo (13)

Marrone diz que Bruno bebe demais e que precisa ter paciência para dupla não acabar
Música

Marrone diz que Bruno bebe demais e que precisa ter paciência para dupla não acabar