Streaming

Série documental sobre assassinato da atriz Daniella Perez ganha trailer oficial; assista

Série, que estreia neste mês de julho na HBO Max, traz relatos de Gloria Perez, mãe da atriz, e de autoridades do processo da morte ocorrida em 1992

Pôster da série documental sobre o assassinato de Daneilla PerezPôster da série documental sobre o assassinato de Daneilla Perez - Foto: Divulgação/HBO Max

O trailer oficial da série documental “Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez”, foi divulgado nesta terça-feira (5) pelo canal HBO Max, plataforma de streaming que vai exibir o documentário sobre a morte da atriz brasileira em 1992. A estreia está marcada para o próximo dia 21 de julho. 

Na série – cuja direção é de Tatiana Issa e Guto Barra - depoimentos da mãe de Daniella, a autora de novelas Gloria Perez, e de autoridades que estiveram envolvidas no processo criminal do assassinato da atriz, são destaques. Gloria, depois de três décadas, revisita a busca pela verdade por trás da história que comoveu e revoltou o País. 

Como mãe da vítima, ela rastreou testemunhas, identificou evidências e ajudou a expor erros das autoridades brasileiras. Sua atuação foi fundamental para a resolução do caso, além de ter deixado um legado ao conseguir a alteração da legislação brasileira, passando a incluir homicídio qualificado dentro dos crimes hediondos. 

 

“Temos uma produção fidedigna, amparada por um rigoroso trabalho de pesquisa, que retrata a natureza perversa de um emblemático crime ocorrido no Brasil. Viabilizar essa série, para HBO Max, reflete o nosso empenho em identificar histórias que merecem ser amplificadas ao grande público e reúne elementos surpreendentes”, revela Tomás Yankelevich, Chief Content Officer General Entertainment para América Latina e US Hispanic da Warner Bros/Discovery.

A série traz também relatos inéditos de familiares e dos amigos mais próximos de Daniella Perez, que relembram a artista, entre eles o viúvo da atriz Raul Gazolla e os atores Claudia Raia, Fábio Assumpção, Maurício Mattar, Cristiana Oliveira e Eri Johnson. 

A reconstituição do caso também conta com depoimentos de peças-chave no processo, como o promotor do caso (Piñero Filho), a testemunha principal (Antonio Curado), jornalistas que entrevistaram os assassinos (Luciléia Cordovil, Elsa Boechat), especialistas em personalidades psicopatas (Ana Beatriz Barbosa e Ilana Casoy) e outros profissionais e autoridades relacionados. 

Veja também

Rapper americano A$AP Rocky se declara inocente de agressão com arma de fogo
EUA

Rapper americano A$AP Rocky se declara inocente de agressão com arma de fogo

João Donato lança "Serotonina", seu primeiro disco em 20 anos
MÚSICA

João Donato lança "Serotonina", seu primeiro disco em 20 anos