A-A+

Série é banida de 11 países após representar refugiado gay

Segundo o portal norte-americano Advocate, o banimento aconteceu em dez países árabes e na Rússia

Logomarca da Apple TV+Logomarca da Apple TV+ - Foto: Divulgação / Apple

A série "Little America", do serviço de streaming Apple TV+, foi banida em 11 países por conter um personagem refugiado gay, segundo informou o corroteirista da produção Amrou Al-Kadhi.

"Esta é a dura realidade de fazer trabalho árabe queer. O banimento de Trump nos fez filmar isso fora da América. E agora nosso episódio de 'Little America' foi banido em 11 países. Sentimos muito sobre isso - por favor, saibam que estamos trabalhando duro para encontrar um jeito de levá-la até você", afirmou Al-Kadhi em seu perfil no Twitter.

Segundo o portal norte-americano Advocate, o banimento aconteceu em dez países árabes e na Rússia.

Leia também:
Russo processa Apple por 'fazê-lo' virar gay
Serviço de streaming da Apple inaugura com muitos astros, mas pouco conteúdo


O oitavo episódio e último episódio da primeira temporada da série, intitulado "The Son", conta a história do personagem sírio Rafiq (Haaz Sleiman), que não é aceito pela família por conta de sua sexualidade, e vai para os Estados Unidos em busca de um refúgio.

Como afirmou Al-Kadhi em seu tuíte, as filmagens de "The Son" tiveram de acontecer no Canadá, uma vez que Donald Trump restringiu a entrada de refugiados e imigrantes nos Estados Unidos.

Veja também

Arma disparada por Alec Baldwin era usada para tiro ao alvo fora do set
Alec Baldwin

Arma disparada por Alec Baldwin era usada para tiro ao alvo fora do set, com munição real

Alec Baldwin decide cancelar outros projetos após morte em set de filmagem
Tragédia no Set

Alec Baldwin decide cancelar outros projetos após morte em set de filmagem