Seu Martelo compartilha suas vivências de brincante pelo Estado

Em série de cinco encontros, na Região Metropolitana e na Zona da Mata, Seu Martelo divide histórias e experiências acumuladas ao longo de sete décadas de cultura popular. Apresentação iniciam esta sexta-feira (4) e seguem até o mês de fevereiro

Seu Martelo, de 82 anos, vive intensamente a cultura popular  Seu Martelo, de 82 anos, vive intensamente a cultura popular  - Foto: Luiz Filho/Divulgação

Sebastião Pereira de Lima, mais conhecido como Seu Martelo, prefere não ser chamado de mestre. Mas é difícil pensar em outra palavra que descreva melhor esse brincante de 82 anos. Um dos mais antigos Mateus do cavalo-marinho em atividade no Brasil, o pernambucano carrega vivências acumuladas em mais de sete décadas de mergulho na cultura popular. Esse conhecimento será partilhado através do projeto "Só vai no sonho", que consiste na circulação de cinco rodas de saberes, neste sábado (5), por cidades da Região Metropolitana do Recife e da Zona da Mata Norte.

A estreia ocorre na Escola Pernambucana de Circo, no bairro da Macaxeira, às 19h. As sessões seguem nos dias 11, 12 e 13 de janeiro, nas cidades de Paulista, Nazaré da Mata e Camaragibe, respectivamente. A última apresentação ocorre em fevereiro, ainda sem data definida, novamente no Recife, dentro do campus do IFPE. O acesso é gratuito. Envolvendo apresentações e contação de histórias, o projeto é idealizado pela atriz, diretora e palhaça Raquel Franco, com incentivo do Funcultura. A artista conheceu Martelo durante uma oficina ministrada por ele em São Paulo.

"Além do repertório enquanto Mateus, ele também tem uma vivência muito grande em outras manifestações culturais. Essa experiência já foi utilizada em trabalhos e espetáculos de outras pessoas e grupos. Mas nada em que ele fosse o protagonista desse universo", aponta Raquel, que percebeu a necessidade de dar mais visibilidade ao brincante. "A intenção é multiplicar esse saberes para que outras pessoas conheçam. É inaceitável que uma pessoa que já contribuiu tanto com a nossa cultura fique na invisibilidade", diz.

Leia também:
Prêmio Cepe Nacional de Literatura 2018 anuncia vencedores
Encontro de Cavalo Marinho celebra a cultura popular e exibe pré-lançamento de filme
Museu promove oficinas gratuitas para crianças nas férias


Nascido em Nazaré da Mata, Seu Martelo começou a aparecer em público como Mateus na juventude, em 1956. "De lá para cá, eu fui fazendo, fazendo e continuo até hoje", conta o artista, que atualmente reside no município de Condado. Ao longo da vida, ele já viveu outros personagens, como o caboclo de lança do maracatu rural, mas não esconde sua preferência pelo palhaço do cavalo-marinho.

"O Mateus é mais interessante. O povo aplaude, mas se souber brincar, fazer presepada, cantar, sorrir, bolar no chão e se levantar. Precisa aprender muito, saber de muita coisa. É muito chão", comenta.

Analfabeto, Martelo vem perpetuando através da oralidade causos memorizados ou de autoria própria. Acompanhado por quatro músicos, ele divide essas histórias durante as rodas. Após a circulação, o material autoral será transcrito e ganhará o mundo por meio de um blog. O sonho de Raquel é que, mais tarde, o material também seja publicado em livro. Além disso, as reuniões do "Só vai no sonho" serão filmadas e disponibilizadas através do YouTube.

"É preciso valorizar que detém esse tipo de conhecimento, porque a gente corre o risco de cair no erro de ficar na superficialidade da brincadeira popular, no que ela tem de bonito. Ela é muito mais do que isso: a identidade de uma sociedade", defende Raquel.

Apresentações do projeto "Só vai no sonho"

05/01 (sábado), às 19h
Onde: Escola Pernambucana de Circo (Av. José Américo de Almeida, 05, Macaxeira, Recife)

11/01 (sexta-feira), às 19h
Onde: Ilê Àse Orisanla Talabi (Rua Orobó, 257, Arthur Lundgren I, Paulista)

12/01 (sábado), às 17h
Onde: Sede do Maracatu Estrela da Tarde de Nazaré da Mata (Rua Industrial J R Maranhão, 14, Sertãozinho, Nazaré da Mata)

13/01 (domingo), às 16h
Onde: Canto das Memórias Mestre Zé Negão (Av. Ademar de Barros, 5, João Paulo II, Camaragibe)

Fevereiro (data a definir)
Onde: IFPE (Av. Prof. Luís Freire, 500, Cidade Universitária, Recife)

Veja também

'Cobra Kai' mira a nostalgia e surfa na audiência ao rever o clássico infantil 'Karatê Kid'
Séries

'Cobra Kai' mira a nostalgia e surfa na audiência ao rever o clássico infantil 'Karatê Kid'

Banda Cosmo Grão lança novo disco
Música

Banda Cosmo Grão lança novo disco