Música

Show de Armandinho e Marcel Powell ganha reedição do álbum Baden Powell Tribute

Músicos virtuoses fizeram show de tributo a Baden Powell, já disponível nas plataformas digitais e versão física em CD

Armandinho MAcêdo e Marcel Powell lançam disco ao vivo de show em tributo a BadenArmandinho MAcêdo e Marcel Powell lançam disco ao vivo de show em tributo a Baden - Foto: Marcelo Castelo Branco / Divulgação

Salvador, a capital baiana, foi palco de um espetáculo em 2019, no Café Teatro Rubi, que reuniu os músicos Armandinho Macêdo e Marcel Powell. O encontro de astros da música trouxe a mistura dos sons, das linguagens musicais, onde a fantástica escola violonística de Baden Powell, habilmente trazida com maestria por seu filho Marcel, se funde com a linguagem dos trios elétricos da Bahia criada por Dodô e Osmar, e continuada com genialidade por Armandinho.

Com repertório dedicado ao violonista Baden Powell o show foi gravado ao vivo e lançado em 2020 com o título Baden Powel Tribute. Neste intervalo de tempo e pandemia o áudio do disco passou por ajustes e tratamentos no som, dando origem agora a uma nova reedição.

Colocar a fusão dos sotaques musicais no repertório do genial compositor dos afrossambas, foi um sonho realizado por Marcel, e o resultado se deu em um projeto de dez músicas, com canções emblemáticas como Berimbau, Consolação, Canto de Ossanha, de Baden e Vinícius entre outras, e um tema autoral de Armandinho e Marcel intitulado Um Abraço Pro Baden, como forma de Armandinho retribuir o tema que Baden compôs na década de 90, homenageando o bandolinista e guitarrista baiano intitulado Um Abraço no Trio Elétrico.

Original, percussivo, contagiante, são alguns dos elementos que podemos perceber nas releituras das canções desse álbum histórico que tem relançamento e distribuição da produtora e gravadora Kuarup nas plataformas digitais e edição física em CD e se torna um dos mais importantes trabalhos já produzidos na música instrumental brasileira e mundial.

Sobre Marcel Powell
Marcel Powell nasceu em Paris em 1982 e é músico profissional desde os 9 anos de idade. Seu professor foi o seu pai, Baden Powell, um dos ícones da música brasileira e mestre do violão brasileiro. Com o pai além das aulas em casa, teve a oportunidade de aprender seu ofício viajando, gravando e atuando profissionalmente pelo mundo afora.

Com Baden, Marcel gravou 2 discos: Baden Powell e Filhos (1994), gravado ao vivo no Rio de Janeiro e Suíte Afro Consolação (1997), gravado no Japão, ambos com a participação de seu irmão Philippe Baden ao piano.

Ainda em 2005, formou o ‘Marcel Powell trio’ que rendeu o disco Corda Com Bala, lançado em 2009 no Brasil pelo selo Rob Digital e no Japão, em 2013, pelo selo Respect Records, sendo convidado como solista pela orquestra Jazz Sinfônica em 2009 para interpretar o repertório do álbum, com  arranjos para orquestra resultando num memorável concerto de violão e orquestra no auditório Ibirapuera em São Paulo.

Marcel Powell tem discos lançados no Brasil, Europa e Japão. Em 2007 participou como convidado especial da gravação do DVD ao vivo do cantor Diogo Nogueira. Em 2013 lançou pelo selo Kuarup o CD Violão, Voz e Zé Kéti em duo com o cantor carioca Augusto Martins, fazendo uma bela homenagem ao compositor Zé Kéti, lhe rendendo uma positiva crítica do jornalista Mauro Ferreira que o classificou como virtuoso violonista.

Em 2016, à convite do cantor Toni Garrido, Marcel passou à integrar o projeto Noites de Orfeu, onde Toni interpreta clássicos da bossa nova e no mesmo ano, Marcel Powell lança o álbum Só Baden pelo selo Fina Flor, com participações especiais dos bandolinistas Hamilton de Holanda e Daniel Migliavacca, do pianista e maestro Gilson Peranzzetta e do guitarrista Victor Biglione.

Em 2018, Marcel lança o álbum Tempo Livre com metade do repertório composto por temas autorais, afirmando o seu lado compositor. Em 2020, Marcel Powell lança o álbum Baden Powell Tribute em duo com Armandinho Macêdo, músico da banda A Cor do Som, ícone da música brasileira, se tornando parceiro do instrumentista baiano, como compositor, em uma das músicas do repertório do álbum.

Marcel já atuou em 16 países entre América do Sul, Europa, e Asia com seu trabalho solo. Foi considerado pelo conceituado crítico musical Tárik de Souza como ‘’jovem mestre do violão brasileiro’’. Em 2006 venceU o Prêmio Rival Petrobrás de ‘’melhor instrumental solo’’ sendo também indicado ao prêmio Tim como artista Revelação do ano com o disco Aperto de Mão, lançado naquele mesmo ano.

Já atou profissionalmente como convidado especial de grandes nomes da MPB como Diogo Nogueira, Leny Andrade, Alcione, Elymar Santos, Adriana Calcanhoto, Maria Bethânia, Criolo, Marcelo D2, Leandro Lehart, Léo Gandelman, Hamilton de Holanda, Gilson Peranzzetta, Armandinho Macêdo, Raul de Souza e o grande saxofonista de jazz japonês Sadao Watanabe, entre outros.

Sobre Armandinho Macêdo
Armandinho Macêdo, filho de Osmar Macêdo, inventor do Trio Elétrico junto com Dodô, começou a carreira aos 10 anos, puxando um trio elétrico mirim que o pai fez especialmente para ele. Aos 15 anos espantou o Brasil ao se apresentar no programa A Grande Chance, de Flávio Cavalcante, quando ganhou notoriedade
nacional.

Na década de 70 passou a fazer parte do Trio Elétrico “Armandinho, Dodô e Osmar”, patrimônio imaterial da Bahia e do Brasil. Ainda na década de 70 montou o grupo A Cor do Som, junto com Mu Carvalho, Dadi, Ari Dias e Gustavo, lançando músicas de enorme sucesso em todo o Brasil. O grupo voltou a se reunir nos anos 2000 e até hoje fazem shows juntos.

Armandinho já se apresentou com os maiores nomes da música instrumental brasileira, como Paulo Moura, Raphael Rabelo, Altamiro Carrilho, Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Wagner Tiso, Artur Moreira Lima, Yamandu Costa, e Dominguinhos, além de inúmeros cantores e cantoras consagrados nacionalmente. Também se apresentou e fez turnês com  artistas mundialmente renomados, como Stanley Jordan e Stanley Clarke.

Sobre a Kuarup
Especializada em música brasileira de alta qualidade, o seu acervo concentra a maior coleção de Villa-Lobos em catálogo no país, além dos principais e mais importantes trabalhos de choro, música nordestina, caipira e sertaneja, MPB, samba e música instrumental em geral, com artistas como Baden Powell, Renato Teixeira, Ney M atogrosso, Wagner Tiso, Rolando Boldrin, Paulo Moura, Raphael Rabello, Geraldo Azevedo, Vital Farias, Elomar, Pena Branca & Xavantinho e Arthur Moreira Lima, entre outros.

Veja também

Justin Timberlake é preso em Nova York por dirigir embriagado
PRISÃO

Justin Timberlake é preso em Nova York por dirigir embriagado

J.K. Rowling critica PL Antiaborto: "brasileiras que protestam contra esta lei têm minha simpatia"
DIREITOS HUMANOS

J.K. Rowling critica PL Antiaborto: "brasileiras que protestam contra esta lei têm minha simpatia"

Newsletter