Show no Recife homenageia o Dia Nacional do Choro

Espetáculo reúne a nata do chorinho de Pernambuco neste domingo, quando se celebra o Dia Nacional deste gênero musical. Evento será no Teatro de Santa Isabel e reunirá 18 músicos

Show reúne os principais nomes do chorinho em PernambucoShow reúne os principais nomes do chorinho em Pernambuco - Foto: Anderson Stevens/FolhaPE

Em 23 de abril de 1897, no Rio de Janeiro, nasceu um dos maiores nomes da música brasileira: Pixinguinha. Não à toa, desde 2000 comemora-se nesta data o Dia Nacional do Choro, uma vez que o compositor é considerado um dos pais do ritmo. Na capital pernambucana, a celebração ocorre neste domingo (23), a partir das 19h, no Teatro de Santa Isabel. Batizado de Recife Carinhoso, o concerto reúne 18 representantes do gênero musical em Pernambuco.

"Essa é a primeira edição do evento, que surgiu a partir da percepção dos músicos locais de que faltava uma comemoração de grande porte para marcar a data no Recife", explica Wagner Staden, produtor e diretor do espetáculo. Entre os músicos que participam da apresentação, estão Chocho, Betto do Bandolim, Bozó 7Cordas, Dácio Ferraz, Dalva Torres, Henrique Annes, Jospe Arimateia, Julio Cesar Mendes, Kelly Rosa, Marco César, Nestor do Cavaco, Sonnia Aguiar e Walmir Chagas.

Para Henrique Annes, violonista com mais de 40 anos de carreira, o choro tocado na região Nordeste tem identidade própria. "Nosso choro lembra muito as divisões rítmicas do frevo. Há quem pense diferente, mas acredito que nosso estilo é muito particular em relação ao carioca", defende o artista. Embora o estilo musical tenha nascido no Rio de Janeiro, o estado de Pernambuco é a terra natal de alguns de seus maiores representantes, como Rossini Ferreira, Luperce Miranda, Quincas Laranjeiras e João Pernambuco.

Durante o concerto, o público vai ouvir composições dos próprios músicos convidados e canções com a assinatura do aniversariante do dia.

"Pixinguinha foi um gênio não só do choro. Ele circulou por todos os ritmos brasileiros, como samba, maxixe e valsa", afirma Betto do Bandolim. Uma das músicas que integram o repertório é "Carinhoso", que será apresentada por todos os choristas participantes, no final do evento.

Realizado com apoio da Prefeitura do Recife, o encontro homenageia a secretaria municipal de Cultura, Leda Alves, e o mestre Chocho (Otaviano do Monte), de 93 anos. Este último recebe, na noite deste domingo, o título de Patrimônio Vivo do Choro Pernambucano, entregue pela classe artística.

O Recife Carinhoso é fruto do Festival do Choro João Pernambuco, cuja primeira edição foi realizada em 2016, neste mesmo período do ano. Segundo Wagner Staden, o projeto não foi descontinuado, mas apenas transferido para outra data. "Mudamos para o dia 2 de novembro, que seria o aniversário de João Pernambuco. Assim, os recifenses passam a ter duas oportunidades para festejar um ritmo tão rico", comenta.

Serviço:

Recife Carinhoso
Quando: Neste domingo, às 19h
Onde: Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio)
Quanto: R$ 40 e R$ 20 (meia-entrada)
Informações: (81) 99828-2466/ 3355-3323

Veja também

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista
Famosos

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista

Cinco filmes que merecem continuações
Cinema

Cinco filmes que merecem continuações