'Solo de Guerra' também sai do Janeiro de Grandes Espetáculos

A saída do espetáculo 'Solo de Guerra' é um novo desdobramento ao cancelamento sofrido pela peça 'O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu', protagonizada por uma atriz transexual, dentro do Festival Janeiro de Grandes Espetáculos

'Solo de Guerra' também aborda preconceito e vivência homossexual'Solo de Guerra' também aborda preconceito e vivência homossexual - Foto: Divulgação

O cancelamento da peça "O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu" vem gerando novos desdobramentos no meio cênico pernambucano. Neste domingo (30), o ator Cleyton Cabral anunciou, via redes sociais, o cancelamento de mais uma apresentação que integrava o Festival Janeiro de Grandes Espetáculos - a peça "Solo de Guerra", que estava programada para ser exibida no próximo dia 26.

"Nós nunca compactuaremos com a violência que pessoas e espetáculos vêm sofrendo nessa época sombria em que estamos vivendo. 'Solo de Guerra' discute a homofobia e suas consequências na população LGBT+ do Brasil, sendo totalmente incoerente apresentar a temática no palco após os últimos acontecimentos", escreveu Cleyton.

Leia também:
Peça de teatro em que travesti interpreta Jesus é censurada mais uma vez
'Altíssimo' deixa o Janeiro de Grandes Espetáculos em apoio à peça censurada
Peça 'O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu' é cancelada no Janeiro de Grandes Espetáculos


À reportagem da Folha de Pernambuco, ele reforçou que não seria possível tomar uma outra atitude, como artista e como homossexual. "Não há mais o que conversar. Meu espetáculo se inspira na minha história e nas vivências de muitas pessoas, inclusive algumas que foram mortas por conta do preconceito. Não faria sentido continuar na grade do festival", lamentou.

A atriz transexual Renata Carvalho, que estrela a peça censurada, agradeceu nas redes sociais a atitude de Cleyton. "Muito grata por seu posicionamento e fortalecimento. Acredito que precisamos realmente fazer algo para barrar essa onda de censura no nosso país", escreveu.

Renata Carvalho, que faz papel de Jesus como transexual

Renata Carvalho, que faz papel de Jesus como transexual - Crédito: Mariana Mesquita/Folha de Pernambuco

Antes de Cleyton, o grupo Magiluth já tinha se manifestado em solidariedade à encenação e o grupo Trema - Plataforma de Teatro também havia se retirado da grade da programação, em protesto contra a decisão da produção, anunciada logo após o feriado do Natal.

O espetáculo de Renata Carvalho estava previsto para entrar em cartaz nos próximos dias 12 e 13, mas foi retirado da grade após intensa pressão dos segmentos político e religioso. A nota divulgada à imprensa pelo produtor Paulo de Castro, da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe), afirmava que "O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu" foi cancelado para poder "garantir a realização" do festival, "por questões que extrapolam os critérios artísticos". Na sequência, o Trema anunciou seu afastamento na última sexta (28), retirando da grade o espetáculo "Altíssimo", que estava programado para o dia 11 de janeiro.

Segundo Cleyton Cabral, várias companhias estão discutindo conjuntamente para decidir se também vão se retirar do festival, que completa 25 anos de existência em 2019 e traz uma programação estendida, com forte presença da produção local.

Veja também

Documentário sobre a banda Kiss estreia no segundo semestre no Brasil
Rock

Documentário sobre a banda Kiss estreia no segundo semestre no Brasil

Juliette diz que vai gravar a música 'Deus me Proteja' com Chico César
Famosos

Juliette diz que vai gravar a música 'Deus me Proteja' com Chico César