CINEMA

"Star trek": após décadas sumida, nave Enterprise usada na série original é recuperada

Desaparecida desde 1979, maquete usada na abertura do primeiro programa da franquiaestava à venda em site de anúncios e foi doada a filho de criador do clássico de ficção científica

Maquete original da Enterprise Maquete original da Enterprise  - Foto: Divulgação

O primeiro modelo da USS Enterprise, a nave espacial que aparece na abertura da série de TV "Star Trek" (exibida no Brasil como "Jornada nas estrelas"), foi devolvido ao filho do criador do programa, após passar décadas desaparecido. "Depois de uma longa jornada, ela está em casa", escreveu Rod Roddenberry em seus perfis nas redes sociais.

O pai de Rod, Gene Rodenberry, criou o clássico da ficção científica, que foi ao ar pela primeira vez em 1966 e durou três temporadas. Chamado pelos aficcionados de "Star Trek: a Série Original", o programa deu origem a inúmeros spin-offs, vários filmes, convenções e legiões de fãs — com um ávido interesse em memorabilia.

Logo, quando o modelo surgiu no site de vendas eBay, ano passado, com um lance inicial de US$ 1.000, não passou despercebida. "Alerta vermelho", escreveu alguém em um fórum on-line sobre confecção de fantasias e adereços, com um link para o anúncio.

Como era de se prever, o vendedor não identificado foi bombardeado com perguntas. Rapidamente, ele tirou o anúncio do ar. Seu passo seguinte foi procurar a casa de leilões Heritage Auctions. O vendedor, que diz ter encontrado a maquete da Enterprise em um depósito, queria autenticá-la.

— Assim que vi a peça, soube que era autêntica — disse o vice-presidente executivo da Heritage, Joe Maddalena, que se considera um "trekkie", como são chamados os fãs da série. — Foi quando entrei em contato com Rod para dizer: "Temos isso. É real."
 

Maquete deve ir para museu
Roddenberry disse no sábado que restauraria o modelo e tentaria exibi-lo em um museu ou outra instituição. Ele disse que a recuperação do item aumentou seu interesse pelas circunstâncias de seu desaparecimento. Não ficou claro como o modelo foi parar na unidade de armazenamento e quem estava com ele antes de ser descoberto.

— Imagino que alguém pegou a Entreprise emprestada, colocou-a no lugar errado ou simplesmente a perdeu. Beleza. Mas onde ela estava este tempo todo? — pergunta-se Rod, que afirmou ter dado ao vendedor uma "recompensa" por sua recuperação, mas não revelou valores.

A USS Enterprise original, com 84 centímetros de comprimento, foi feita em sua maior parte de madeira maciça por Richard Datin, um fabricante de maquetes, para a Howard Anderson Co., empresa de efeitos especiais que criou os créditos de abertura de alguns dos maiores programas de TV do século XX.

Um modelo ampliado, com 3 metros de comprimento, foi usado em episódios subsequentes de "Star Trek". Hoje, ele faz parte da coleção permanente do Smithsonian National Air and Space Museum, que o recebeu da Paramount Studios em 1974.

Comitê de especialistas
Para autenticar a descoberta, Rod reuniu em Beverly Hills um grupo de veteranos da TV, fabricantes de maquetes e especialistas em restauração. O grupo incluiu um supervisor de arte da "Série Original", Michael Okuda, e Gary Kerr, que se intitula como um "expert em Star Trek", tendo atuado em 2016 como consultor técnico do Smithsonian para a restauração do modelo de 3 metros.

— Passamos pelo menos uma hora fotografando a maquete, inspecionando a pintura, inspecionando a sujeira, olhando sob a base, a pátina na haste, o grão da madeira — disse Rod. — Foi unânime: esta é a Enterprise original.

Gene Roddenberry, que morreu em 1991, mantinha a nave em sua escrivaninha. O modelo desapareceu depois que Roddenberry o emprestou aos produtores de "Star trek: O filme", lançado em 1979.

— Essa é uma grande descoberta — disse Maddalena, comparando o modelo aos sapatos de rubi de "O Mágico de Oz", adereço roubado em 2005, recuperado pelo FBI em 2018 e que, em breve, será leiloado pela Heritage Auctions. — Enquanto os sapatos de "O Mágico de Oz" representam esperança, o modelo da Enterprise representa sonhos. É um portal para o que poderia ser.

Veja também

Rodrigo Lombardi confirmado no Cine PE 2024; festival acontece em junho, no Teatro do Parque
Cinema

Rodrigo Lombardi confirmado no Cine PE 2024; festival acontece em junho, no Teatro do Parque

Paisagem urbana do Recife ganha mais um megamural sobre música e biodiversidade
Arte urbana

Paisagem urbana do Recife ganha mais um megamural sobre música e biodiversidade

Newsletter