Taylor Swift doa R$ 430 mil a organização de luta pelos direitos LGBT e diz ter sido 'inspirada'

Cantora também escreveu uma carta onde conta que admira o trabalho feito pela organização

Taylor SwiftTaylor Swift - Foto: Reprodução/ Instagram

A cantora Taylor Swift, 29, fez uma doação de US$ 113 mil (cerca de R$ 430 mil) a uma organização de luta pela causa LGBT na última segunda-feira (8). Junto à doação, ela mandou uma carta escrita de próprio punho, em que afirma ter ficado inspirada com o trabalho feito por eles.

Na carta, a cantora cita os esforços da organização Tennessee Equality Project contra uma série de leis apontadas como contrárias aos direitos da comunidade LGBT. "Por favor, transmita meus sinceros agradecimentos e aceite essa doação para apoiar o trabalho que você e esses líderes estão fazendo", afirmou Taylor.

Chris Sanders, que é um dos responsáveis pela organização, postou a carta em sua conta no Facebook junto a um agradecimento: "O Tennessee Equality Project está honrado e grato em revelar que Taylor Swift fez uma doação de US$ 113 mil para apoiar nossos esforços neste momento crítico".


Leia também:
Pai de Rihanna volta a ser processado por se passar por agente da cantora
Cantora Iza afirma que ficou na fila para turnê de Sandy e Junior
Cantor Falcão comemora 30 anos de carreira com DVD gravado no bar onde tudo começou


Ele ainda recordou que a cantora "tem sido aliada de longa data da comunidade LGBTQ". "Ela vê a nossa luta no Tennessee e acrescenta a sua voz a de tantas outras pessoas, incluindo líderes religiosos, que estão falando por amor em face do medo".

Segundo o canal E!, Swift quebrou sua habitual postura apolítica durante as eleições de 2018, quando pediu que seus 115 milhões de seguidores nas redes sociais votassem e não ficassem de braços cruzados. Na ocasião, ela disse que vários eventos em sua vida e no mundo a fizeram mudar de ideia e expressar suas opiniões políticas.

"Eu acredito na luta pelos direitos LGBTQ, e que qualquer forma de discriminação baseada em orientação sexual ou gênero é errada. Acredito que o racismo sistêmico que ainda vemos neste país em relação a pessoas de cor é aterrorizante, repugnante e predominante", afirmou ela em seu post no Instagram na ocasião.

Veja também

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração
Luto

Influenciadora Liliane Amorim morre por complicações de lipoaspiração

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo que simula milagres
Deus virtual

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo