Três maneiras de encarar a poesia

Coleção Poema,da Companhia Editora de Pernambuco, ganha lançamento de três volumes nesta quarta (12), às 19h, no Museu do Estado

Bartyra Soares fala dos defeitos e do amor pelo RecifeBartyra Soares fala dos defeitos e do amor pelo Recife - Foto: Raphaela Nicácio/Divulgação

 

A Coleção Poema, publicada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) ganha três novos títulos, totalizando 31 obras. Os livros “O inquisidor e as lições de passagem” (275 páginas), de Ângelo Monteiro; “Encontro entre poetas” (413 páginas), de Beatriz Brenner; e “Recife em tom menor” (99 páginas), de Bartyra Soares serão lançados em noite de autógrafos, nesta quarta (120, às 19h, no Museu do Estado de Pernambuco.
Em “Recife em tom menor”, Bartyra Soares - natural de Catende - demonstra através dos versos todo o sentimento nutrido pela cidade onde escolheu viver. Sem deixar de demonstrar amor pela capital pernambucana, a autora não se acanha em falar de seus defeitos.

“Recife sempre foi muito exaltada. Sempre se fala de suas belezas, mas há também um lado feio, que é o da miserabilidade e da falta de oportunidade para seu povo”, reconhece a escritora, que foi a primeira deficiente visual a integrar a Academia Pernambucana de Letras (APL). As 40 poesias são intercaladas por fotografias de Marcus Prado. A apresentação é de Gil Vicente e o prefácio de Luzilá Gonçalves Ferreira.

Ocupante da cadeira de número 34 da APL, Ângelo Monteiro lança “Inquisidor e lições de passagem”. Nesta obra, ele reúne três livros de sua autoria. “Resolvi seguir a indicação de José Rodrigues de Paiva, grande amigo e companheiro de literatura, que um dia disse que o livro ‘O inquisidor’, de 1975, tinha sido um divisor de águas na minha carreira. Achei por bem, portanto, usá-lo como introdutor da minha produção mais recente”, afirma. Os inéditos “Lições de passagem” e “As palavras e as águas” completam a publicação, que traz ainda textos de Jessé de Almeida Primo, Roberto Aguiar, João Filho, Lucila Nogueira, Marcus Accioly e Nelson Saldanha.

“Encontro entre poemas” é um livro organizado por Beatriz Brenner. A escritora revela a amizade entre o pai, o escritor Geraldino Brasil, e o poeta colombiano Jaime Jaramillo Escobar, através da correspondência trocada entre eles ao longo de 16 anos. “Estava decidida a escrever uma biografia sobre meu pai. Pensei em visitar Alagoas, onde ele nasceu e passou a infância, até que lembrei que tinha catalogadas todas as cartas que ele havia trocado com seus amigos escritores. Mergulhando nesses textos, percebi que esse deveria ser meu foco”, conta.

“Logo no início da relação entre eles, o teor das cartas era somente literatura. Na medida em que foram se conhecendo mais, vão surgindo assuntos como política, diferenças culturais e até confidências. Como filha, só tive acesso a certos assuntos da minha família por meio desse material”, revela Beatriz. Jaime traduziu as obras de Geraldino para o espanhol e foi seu principal divulgador na América do Sul, embora os dois nunca tenham se conhecido pessoalmente. 

A entrada para o evento é gratuita. O combo com os três livros custará R$ 70, no lançamento.

 

Veja também

Mercado de música dá indícios de retomada e realiza feira virtual
Música

Mercado de música dá indícios de retomada e realiza feira virtual

Vacina deve provocar maratona de concursos de beleza, dizem missólogos
Covid-19

Vacina deve provocar maratona de concursos de beleza, dizem missólogos