Viagem pelo Carnaval de Timbaúba

Lançamento do livro "Carnaval de Timbaúba - 102 anos de resgate jornalístico" será nesta quinta-feira, às 20h, na praça José Lins do Rego

O lançamento do livro "Carnaval de Timbaúba - 102 anos de resgate jornalístico", será nesta quinta-feira(9), às 20h na sede da banda musical 1° de novembro, localizada na praça José Lins do Rego, conhecida como praça Timbaubinha. A data marca os 110 anos do frevo, ritmo que faz parte da cultura pernambucana e foi declarado patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco, desde 2012. Na ocasião as bandas Euterpina e 1° de novembro trarão um repertório eclético - desde as saudosas marchinhas até o frevo contemporâneo.

O conteúdo da obra traz um resgate dos 102 anos do carnaval da cidade, com pesquisas baseadas em jornais da época como “A Serra” (1914-1930), “Timbaúba Jornal” (1926-1965), “O Guaraní”, entre outros. De acordo com a autora do livro, Socorro Cavalcanti, em parceria com seu filho, Jefferson Leal, a obra foi fruto de uma pesquisa que levou seis anos para conclusão. O prefácio é narrado por Alga Marina de Oliveira Feliciano, que entre saudosas lembranças resume fatos do ano de 1973, além da origem do bloco "O Morcego" criado pelos jovens da época além da rotina dos moradores que aguardavam ansiosamente a passagem dos blocos mais tradicionais.

O leitor terá a oportunidade de conhecer um pouco das tradições carnavalescas da cidade de Timbaúba, que estão imortalizadas em depoimentos de grandes personalidades da época e de fotos que ilustram momentos inesquecíveis de uma época resgatada com muita dedicação e veracidade. O livro custa R$ 40 e traz uma riqueza atemporal com uma propriedade única em todo seu contexto.

Veja também

Fiuk, Viih Tube e Projota são os participantes do BBB 21 mais comentados do Twitter
Reality

Fiuk, Viih Tube e Projota são os participantes do BBB 21 mais comentados do Twitter

Rafinha Bastos precisará apagar vídeos contra Marcius Melhem sob pena de R$ 500 ao dia
Polêmica

Rafinha Bastos precisará apagar vídeos contra Marcius Melhem sob pena de R$ 500 ao dia