Inclusão

Vibra - Virada Inclusiva Brasileira tem início nesta sexta-feira (3)

Programação tem início no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, com transmissão online

Dudu do Cavaco Dudu do Cavaco  - Foto: Divulgação

A 1ª edição do Vibra - Virada Inclusiva Brasileira começa nesta sexta-feira (3), quando é celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O evento nacional de artes múltiplas ocorre de forma totalmente online, com transmissão pelo YouTube, seguindo até a próxima terça-feira (7). 

O projeto tem o objetivo de fortalecer o protagonismo das pessoas com deficiência nas diversas linguagens artísticas. Artistas surdos, cegos, com paralisia cerebral e com síndrome de Down fazem parte ativamente da programação, não apenas como espectadores, mas também como protagonistas das atrações. 

As recifenses Liliana Tavares (Com Acessibilidade Comunicacional) e Germana Pereira (Tangram Cultural) são as produtoras do evento, que teve como inspiração a Virada Inclusiva do Estado de São Paulo. Financiada pelo Funcultura-PE, a programação conta com recursos de audiodescrição, língua brasileira de sinais (Libra) e legenda para surdos e ensurdecidos (LSE).
 

O Vibra será aberto às 10h, nesta sexta-feira (3), com a live “Visibilidade da pessoa com deficiência”, comandada por Fernanda Honorato (RJ), Felipe Gervásio (PE) e Tatiana Martins (PE). A conversa, que abordará a visibilidade da pessoa com deficiência nas artes e os aspectos que podem ser melhorados quando o assunto é inclusão, abre as atividades das exposições fotográficas.

A exposição “Um Outro Olhar” traz uma seleção de 22 imagens que retratam a beleza, resiliência e autoestima de pessoas com deficiência em Pernambuco. Já a mostra “Por Contato”, com 72 imagens produzidas por artistas pernambucanos surdos, tem curadoria dos fotógrafos e arte-educadores Mateus Sá, Vládia Lima, Rachel Ellis e Eduardo Queiroga. 

Entre as apresentações musicais, está “Não importa a pergunta, a resposta é o amor”, com Dudu do Cavaco (MG), Leo Gontijo (MG) e Maestro Daniel Viana (MG) interpretando, ao vivo, sucessos da MPB, no sábado (4), às 18h. Destaque também para o Sarau de Poesia, um espaço aberto a poetas para livre expressão e manifestação artística tendo como mote “arte e resistência”, no domingo (5), às 10h.

Ao longo dos cinco dias de programação, o público poderá conferir cinco performances artísticas autorais, como o espetáculo “O que você vê!”, de Moira Braga (RJ), que propõe uma reflexão sobre o sentido da visão através de um jogo de palavras, gestos e movimentos. “Ah, se eu fosse Marylyn!”, do professor, coreógrafo, dançarino, ator e escritor Edu O (BA), trata das expectativas criadas da vida, da passagem do tempo e das rotas tomadas.

Há também “Fotografia dos Sentidos”, com Teco Barbero (SP), um fotógrafo que possui apenas 5% da visão mostrando técnicas de fotografia que utilizam outros sentidos, como tato, audição e percepção. “Recife Vibrante”, com Alan Godinho (PE), leva o público a um passeio pelo Marco Zero, no Recife; e “Um Olhar Diferente”, de Michele de Paula (SP), mostra a experiência da artista num passeio pela Rua Augusta até a Avenida Paulista, em São Paulo. Confira a programação completa através da página do Vibra no Instagram
 

Veja também

João Donato lança "Serotonina", seu primeiros disco em 20 anos
MÚSICA

João Donato lança "Serotonina", seu primeiros disco em 20 anos

Expectativa para o show de João Gomes, nesta quarta-feira (17), mobiliza o Bairro do Recife
RECIFE

Expectativa para o show de João Gomes, logo mais, mobiliza o Bairro do Recife